Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CUIDADO COM OS PSICOPATAS DO COTIDIANO

Dom  Marcos Barbosa II

Hoje eu quero falar dos psicopatas, até porque durante a minha vida convivi com muitos e até agora, graças a Deus, consegui me livrar de todos eles. Depois que já havia desenvolvido uma técnica própria, li duas vezes o Livro MENTES PERIGOSAS  de Ana Beatriz Barbosa Silva, em 2010. Foi muito bom,,, aperfeiçoei meu método desenvolvido com leituras de psicologia, parapsicologia, ocultismo, ou ciências herméticas.
O que me fez retomar este tema foi a leitura de uma excelente reportagem de ALINE  RESKALLA , com a escritora Kátia Mecler, autora do livro PSICOPATAS DO COTIDIANO.
Sempre exercí profissões que me colocaram em contato com o público. Conheci e convivi profissionalmente, comercialmente, ou através de amizade e atividade política,  com os problemas de milhares de pessoas.
Vi, examinei e sofri junto com muitas famílias a situação desses doentes mentais. Muitos deles são influenciados pelas drogas lícitas ou ilícitas. A droga pode: lesar e desenvolver a doença numa pessoa normal; despertar o desequilíbrio na pessoa que tenha uma predisposição genética para a doença; potencializar o problema naqueles já diagnosticados com transtornos mentais.
Um dos entrevistados de Aline Reskalla observa que os psicopatas do cotidiano não aceitam fazer tratamentos, prolongando o sofrimento de quem é obrigado a conviver diariamente com eles.
Esses infelizes, para se manterem na sua zona de conforto, comemorando pequenos momentos de satisfação com futilidades, numa convivência mórbida, não se importam com o sacrifício do tempo, da liberdade, do dinheiro, ou de objetos de valor de suas vítimas. As vítimas dessas pessoas transtornadas na personalidade podem estar acima, na hierarquia social, como pais, mães, avós, patrões ou autoridades;  abaixo, como filhos, empregados, subordinados e liderados; ou no mesmo nível ou categoria como esposos e esposas, companheiros de partidos, agremiações, clubes ou associações.
Para corroborar minhas afirmações, retiradas da experiência de vida, sem nenhuma formação acadêmica na área, peço licença à ilustre jornalista ALINE  RESKALLA  para mencionar os seus entrevistado nesta matéria.
Começo pelo internauta Fabian Rogério Ferreira, que opinando sobre o assunto define o psicopata como uma pessoa impiedosa no seu auge. Não tem SENTIMENTOS, É DÓCIL, NÃO SE IMPORTA COM NINGUÉM, É FRIO E MALDOSO EM SILÊNCIO. Para Fabian, os outros transtornos de personalidade são o contrário, porque  são pessoas muito sensíveis que pagam muito caro porque não conseguem CONVIVER com esse AMOR FALHO. São pessoas que querem o BEM, FAZEM ESCÂNDALO E SÃO MAL VISTAS. TUDO PELO REALMENTE CORRETO QUE ELES SABEM MUITO BEM. COISA QUE O PSICOPATA NÃO TEM NEM NOÇÃO, conclui Fabian.
Já Walter Oliveira diz que existe uma fórmula mágica para viver em sociedade e que funciona sempre. Não se estimule com elogios, nem se intimide com críticas. E se tem gente perturbando, livre-se dela a qualquer custo,,, (entendi que Walter quer dizer para sair de perto,,, tipo assim: “Os incomodados que se mudem”),,, e continua dizendo que se fosse para as pessoas viverem fincadas no mesmo lugar, Deus nos teria feito árvores. Em primeiro lugar VOCÊ,,, depois o resto,,, é a opinião do Walter Oliveira. E na sociedade atual coloque "teflon" nas suas atitudes e no seu caráter, que  nada que jogarem vai colar... Aconselha e finaliza sua opinião sobre os psicopatas do cotidiano.
Conheço gente assim, revela Luiz Roberto de Oliveira Pereira,,, e lamenta: “ infelizmente mais próxima de mim do que eu gostaria e que provoca sofrimento porque pensa que está sempre certa, que é a dona da verdade e que pode determinar o que outras pessoas devem fazer. Uma pessoa assim é extremamente egoísta, porque quer que o mundo funcione de acordo com as regras que ela supõe serem as corretas, mas na verdade, são regras que lhe dão prazer e segurança”. Finaliza,,, e acrescento que esta  satisfação egocêntrica se dá às custas do desprazer e da insegurança dos outros.

Concluo esta matéria indicando a leitura completa da reportagem no jornal eletrônico “ O Tempo”. clique no linque abaixo:

http://www.otempo.com.br/interessa/os-psicopatas-est%C3%A3o-bem-mais-pr%C3%B3ximos-do-que-voc%C3%AA-imagina-1.1158828
Marcus Aurelius
Enviado por Marcus Aurelius em 26/11/2016
Código do texto: T5835479
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Marcus Aurelius
Águas Lindas de Goiás - Goiás - Brasil, 64 anos
220 textos (48380 leituras)
11 e-livros (734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/04/21 15:12)
Marcus Aurelius