Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quais são os verdadeiros bandidos?

Concordo que muitos policiais morreram e tantos mais estejam fisicamente comprometidos inocentemente, em questão do trabalho designado. Mas, ainda assim, digo que:

A polícia ganha para nos proteger e o que vemos não é proteção e sim, abuso. Se hoje existem milhões de traficantes, é fonte de uma polícia corrupta, que protege o tráfico em troca de propina. Além, juízes que os defendem, em troca de viagens de luxo, caríssimas, pagas pelos traficantes através de seus advogados, também corruptos.

Para resumir digo que:

Se um cidadão conhece a Lei e não a cumpri democraticamente, isso convoca uma maioria a praticar o mesmo, ou até pior. E sabe por quê? A polícia tem a proteção de bandidos do colarinho branco, e o cidadão degenerado tem o apoio das simples pessoas que não aprenderam ou estão mal informadas sobre educação, cidadania, Leis, deveres e direitos, e outras coisas mais que implicam na desordem praticada por aquele que é ignorante e pelos verdadeiros bandidos, que são os inteirados sobre quaisquer Leis e direitos, precisamente os DIREITOS HUMANOS, que não se é aplicado inteiramente, afogando a democracia num buraco sem fundo.

Se alguém chora ao ver um policial morto, ou debilitado, e não se compadece dos ignorantes degenerados, então não pratica o Humanismo, pois dor é dor e a maior é aquela que cada um sente.

Que julgamos então apenas o que nossos olhos vêem, dizendo sim ou não, diante de uma verdade, sem proteger este ou aquele. Que lembramos todos os momentos, o quanto vivemos perigosamente, ou cercados pelo perigo. O perigo não tem cor nem classe social. Lembrando também, do grande assalto sobre os impostos cobrados de cada cidadão, precisamente dos ignorantes considerados marginais. Dinheiro este, em primeiro ato, liberados para o pagamento dos funcionários públicos e servidores públicos, que são os políticos.

A polícia deve sim, respeito e cumprimento das Leis, aplicando-as democraticamente. Fazendo jus ao juramento no ato do vestimenta. E isso, a maioria não faz. Por que o simples cidadão, que sofre todas as armações políticas, passa fome mesmo trabalhando e muitas morrem ou presencia um parente morrer sem socorro médico; tem que ser chamado de bandido?

Enquanto houver bandidos de farda e juízes corruptos, que se cale a sociedade quando pensar em chamar alguém de bandido. Quem não sabe fazer, não sabe e nem é digno de dar ordens. E se alguém assim persiste em dar ordens, deve sim, o povo, contestar em grande estilo.

Eu, particularmente, nunca cometi atos que implicaram desordens. Sou humilde, mas, ciente dos meus deveres e direitos. Além, estudo muito sobre Leis e seus intermináveis artigos, por onde se defendem os verdadeiros bandidos, com ajuda de homens que se dizem ser da lei. É lógico! Muitos artigos são criados a favor deles, pois foram eles mesmos que criaram. Criaram em conjunto, para que ficassem protegidos de chantagem, onde um é cúmplice do outro.

Além, embora seja eu, uma pessoa que não atua fora da Lei, não teme os bandidos, nem os ignorantes, nem os colarinhos brancos. E reconheço: o maior bandido é aquele que apoia hipocritamente, conhecendo a história, mas dela tirando algum proveito.

Morre no Brasil, mais inocentes que o número de mortos numa guerra. Mata-se por vingança, por incapacidade e impunidade administrativa. Pessoas sem perfis psicológico para comandar quaisquer operação. Mata-se por covardia.

Não pagamos impostos para sermos mortos pelos designados a nos proteger.

Quem trabalha pela Paz deve pregar a humildade e a justiça sem provocar guerras em questão dos pensamentos alheios.

Quanto aos atos lamentáveis, devemos sim, protestar. Desde que o protesto se volte contra os responsáveis pela ordem e o progresso das nações. Contra os ditadores de leis inaceitáveis. Contra os ditadores de mandados antidemocráticos e desumanos.

Protestar contra estes fatos é ser humanista. É um chamado pela Paz Mundial.

Não basta apenas ler e escrever. É preciso dar um grito de liberdade. Se não houver revolução, jamais haverá cumprimento democrático da Lei Humanitária.

Se alguém recebe dinheiro para prestar um determinado serviço, que cumpra de acordo, ou que peça demissão do cargo. Que não faça do seu cargo, um benefício a si próprio.

Torna-se um bandido todo aquele que protege, omite, ou compactua, em qualquer ação abominável.
limaodoce
Enviado por limaodoce em 24/03/2013
Reeditado em 24/03/2013
Código do texto: T4205425
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
limaodoce
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
150 textos (11150 leituras)
6 áudios (274 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/19 12:44)
limaodoce