Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Militância esquerdista

Os militantes de esquerda, sempre que se manifestam publicamente, em passeatas, ditas pacificas por eles mesmos e pela imprensa que está a escudá-los de todas as críticas que se lhes fazem, arruaceiros, quebram vidros de agências bancárias, entram em confronto com a polícia, queimam ônibus, espalham, na Terra, o enxofre que eles trazem do inferno, e, depois, as imagens de toda a ação delinqüente disseminadas pelos meios de comunicação, em vídeos e em fotos, declaram que não foram eles que promoveram a arruaça, mas os infiltrados, os black blocs, que nenhuma relação, dizem, têm com eles. Sabem todas as pessoas que possuem no mínimo dois neurônios que os assim nomeados infiltrados nas manifestações estão associados aos militantes. Mas vamos supor que não estejam; vamos supor que eles são pessoas que se infiltraram nas manifestações, aproveitando-se da massa de gente para promoverem quebradeiras sem que os possam identificar. Temos, então, de nos perguntar porque tais pessoas infiltram-se, unicamente, entre os manifestantes de esquerda. Em março de 2015 e em março de 2016, milhões de brasileiros, em favor do impeachment da então presidente Dilma Roussef, foram às ruas manifestarem o seu descontentamento para com ela, e não se registrou nenhum caso de vandalismo, nenhum ônibus queimado, nenhum confronto entre manifestantes e policiais, nenhuma rua bloqueada com pneus em chamas, nenhuma vidraça de agência bancária estilhaçada por manifestantes; e sempre que os militantes de esquerda se manifestam, os vândalos, os arruaceiros, os punhadinhos de gente aqui e ali, dão o ar de sua graça, infiltram-se nas manifestações, confrontam-se com a polícia, queimam ônibus, bloqueiam estradas, agridem pessoas, promovem o caos, que resulta em prejuízo de milhões de reais aos cofres públicos e aos cofres privados. Cabe, então, registrado tudo isso, dizer que os arruaceiros, os vândalos, encontram ambiente fértil nas manifestações de militantes de esquerda, que os apóiam, mesmo que não explicitamente, e os usam como instrumentos para pressionar governos a empreenderem as políticas que eles, militantes de esquerda, querem, e para acuar todas as outras pessoas, ordeiras e pacíficas, e inibi-las, dissuadindo-as de se manifestarem em favor das idéias contrárias.
Os militantes de esquerda usam da violência, se dizem pacíficos, e assim que a polícia reage à violência deles, dizem que ela é violenta. Têm o objetivo de impor a sua agenda política e silenciar aqueles que se lhes opõem; quando não os silenciam com a agressão verbal, campanhas difamatórias, de assassinato de reputações, fazem uso da violência explícita, para eles uma arma política.
Ilustre Desconhecido
Enviado por Ilustre Desconhecido em 18/06/2019
Código do texto: T6675706
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ilustre Desconhecido
Pindamonhangaba - São Paulo - Brasil
492 textos (6494 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/07/19 01:45)