Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Presidente Macri abraça populismo

O governo de Mauricio Macri foi derrotado nas primárias argentinas (11). Pergunta: por que ele perdeu as primárias? Em linhas, o neoliberalismo econômico levou o país a uma profunda crise, houve diminuição da competitividade industrial e aumentou consideravelmente o número de pobres em todo o país vizinho. Além disso, a carestia do custo de vida e uma enorme insatisfação popular. Mais, o que não faltou foi greves.

Tem mais ainda, veio a recessão, a inflação disparou (40%) e a dívida externa aumentou absurdamente. A verdade é que, até aqui, governou a Argentina para os mais ricos e poderosos. No outro extremo, a miséria e a desigualdade social aumentaram. Como presidente, ele foi um fracasso. Um verdadeiro fiasco neoliberal. Hoje, a Argentina está mais pobre do que no início de sua gestão. A moeda, o peso, perdeu valor e o dólar continua em alta.

Um paralelo com o Brasil: Jair Bolsonaro, assim como Macri, governa o país para os mais ricos. Ou seja, o neoliberalismo, o mercado, medidas de austeridade econômica e viva o empresariado. E nessa conjuntura: saúde, educação, habitação e segurança deixam de prioridades de governo. Resultado, a população fica a ver navios. Um alerta precioso, que o presidente Bolsonaro veja o que acontece na Argentina e tome muito cuidado para não se repetir no Brasil.

Acossado pela derrota nas primárias, Macri pôs em prática um populismo barato, que tanto combateu na campanha eleitoral: aumento de salário mínimo, projeto que prevê ajuda a pequenas e médias empresas e redução da carga de impostos. Pois bem, ao tomar essas medidas, o presidente argentino, visa apenas seus interesses eleitorais. Os argentinos sabem disso.
gregoheleno
Enviado por gregoheleno em 15/08/2019
Reeditado em 15/08/2019
Código do texto: T6720952
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
gregoheleno
São Paulo - São Paulo - Brasil
52 textos (2167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 06:01)