Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um ano de Bolsonaro

No início deste ano, escrevi que Jair Bolsonaro, sem partido, não reúne condições mínimas para presidente da República. Muitos ao ler o texto dispararam suas críticas. Mas a verdade é que a situação é muito mais séria. Vai de mal a pior.

Por exemplo, há poucos dias foi divulgado que houve crescimento nas vendas de Natal nos shoppings centers. Uma alta de 9,5%. Mentira. Segundo a Ablos (Associação Brasileira dos Lojistas Satélites) as vendas divulgadas não correspondem a realidade. É fake News. E mais, o jornal Folha de São Paulo revelou toda essa enorme maracutaia.

Com relação à economia, reafirmo o que disse anteriormente. Ela está doente. Em coma! O desemprego está na casa dos 30 milhões, segundo especialistas. O governo diz que é menor que 12 milhões. Mentira. Mais de 50 milhões de brasileiros encontram-se abaixo da linha de pobreza.

O que os cegos não querem ver: com Jair no poder não haverá crescimento econômico e o PIB segue em queda. E muitas empresas, de pequeno e médio porte, estão fechando portas. Por que o governo não divulga essa tendência?

Um ponto importante que tem de ser destacado. Paulo Guedes e sua equipe econômica não possuem um projeto de crescimento econômico. por isso, a economia não alavanca. Incompetente que é até agora não foi capaz de promover o ajuste fiscal. Por meio do ajuste, o governo economiza dinheiro.

Nesse cenário de crise, neste ano, o presidente tirou dos cofres públicos R$ 8 milhões em viagens internacionais e domésticas. Muitas viagens foram turismo. Em meio a essa discussão, a pergunta que fica é quais  benefícios que essas viagens trouxeram ao país?

E não é só. Todo mundo se lembra que o governo gastou R$ 7 milhões para comprar veículos blindados para os seus familiares. Vergonha!

O pior: o presidente, ao longo do ano, deixou claro sua perseguição sem trégua aos professores, cientistas, artistas, imprensa, universidades públicas e intelectuais.

Pois bem, a cada dia que passa, fica mais claro, que a meta do governo é destruir a educação e a cultura no país. Basta ver a triste situação do cinema nacional (Ancine).

ATAQUES DO GOVERNO CONTRA A POPULAÇÃO E CORRUPÇÃO
O mais triste de tudo é a política externa. O governo adota uma postura de total submissão aos EUA. Esse alinhamento é tão preocupante que a presença de empresas estadunidenses no país tem aumentado consideravelmente.

Melhor dizendo, o país está sendo fatiado aos grandes grupos estrangeiros. Em maioria norte-americanos. Pergunta: onde estão os defensores da pátria e os militares nacionalistas?

Infelizmente, as preocupações não param. Relatório da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revelam que alimentos como arroz, cenoura, uva e outros contém resíduos de agrotóxicos bem acima do permitido.

Para emitir seu relatório, a entidade analisou mais de 4.600 amostras de alimentos em mercados. Em outras palavras, os brasileiros estão consumindo mais pesticidas à mesa. Para quem não sabe, agrotóxicos produzem uma série de doenças. Duas delas, câncer e doença nos rins.

E os ataques do governo contra a população não param. O alvo é a saúde. Matéria do Estadão revelou que o presidente vetou projeto que garantia aos pacientes do SUS – Sistema Único de Saúde - a oferta de sangue, hemoderivados, medicamentos e demais recursos necessários para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças.
 
Corrupção zero é outro sofisma da atual gestão. Será? Todos sabem que a família Bolsonaro é ligada as milícias do Rio. Não chega ser novidade que o senador Flávio Bolsonaro empregou milicianos em seu gabinete. Alguns pertencem ao Escritório do Crime. É fato que o Ministério Público do Rio está de olho nele por causa do suposto esquema da rachadinha na Alerj.

Como já foi escrito, Flávio é suspeito de ter lavado ou desviado dinheiro quando foi deputado estadual. Tem ainda o caso Fabrício Queiroz, que foi assessor de Flávio. Ele fez movimentações bancárias no valor de R$ 1,2 milhão. O COAF (controle de movimentações financeiras) identificou movimentações suspeitas em sua conta.
 
E não é só: levantamento do UOL mostra que dos 22 ministros do presidente, seis respondem acusações. Eles terão de responder por caixa dois, improbidade administrativa e desvios de recursos públicos.

É muito preocupante o ataque a classe trabalhadora. A atual gestão ainda não se descolou do mantra de campanha política. "O trabalhador vai ter que decidir se quer menos direitos e emprego, ou todos os direitos e desemprego''.

Ou seja, para o presidente os direitos trabalhistas precisam ser extintos. Eles são os verdadeiros inimigos. Para quem não entendeu, isso é uma falácia. Finalmente, não são os direitos que atrapalham, o que prejudica verdadeiramente o país é a gestão ruim. Tem mais, para Jair Bolsonaro os trabalhadores são os inimigos de fato.

Uma constatação, para ele é indispensável acabar como todos os direitos trabalhistas e extinguir o que restou da rede de proteção social aos trabalhadores. O governo e os empresários entendem que o lugar do trabalhador comum é na senzala como no tempo da escravidão. É por isso que o país está mal das pernas. Se não mudar o rumo das coisas não tem como dar certo.

LEITURAS ADICIONAIS
https://epoca.globo.com/guilherme-amado/bolsonaro-nunca-combateu-corrupcao-1-24121698
https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,bolsonaro-diz-que-governo-termina-2019-sem-qualquer-denuncia-de-corrupcao,70003135975
https://exame.abril.com.br/brasil/relatorio-aponta-5-golpes-na-luta-anticorrupcao-no-governo-bolsonaro/
https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/11/com-ministro-denunciado-por-laranjal-governo-bolsonaro-diz-que-acabou-com-corrupcao.shtml
https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,analise-bolsonaro-trocou-combate-a-corrupcao-por-defesa-de-sua-familia,70003131242
https://www.brasildefato.com.br/2019/10/10/moro-finge-nao-ver-a-corrupcao-do-governo-bolsonaro/

gregoheleno
Enviado por gregoheleno em 15/01/2020
Reeditado em 18/01/2020
Código do texto: T6842236
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
gregoheleno
São Paulo - São Paulo - Brasil
60 textos (2640 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/01/20 00:10)