Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PEQUENO SERMÃO DE CADA DIA (Jo 17,11b-19)(16/5/18) 
 
Caríssimos, a experiência da graça de Deus na vida de seus eleitos sofre constantemente a violência dos que lhes são contrários, à começar por aqueles que professam uma fé que não condiz com a Palavra de Jesus, sem contar aqueles que professam um ateísmo prático ou aquele que nasce da indiferença religiosa; ou ainda daqueles que se aliaram às hostes do maligno diretamente e usam de todos os meios tentando destruir a fé dos filhos e filhas de Deus.
 
Na primeira leitura de hoje, Paulo oriente os líderes da comunidade de Éfeso para que tomem conta do rebanho que Deus lhes confiou conforme o seu ministério, sabendo que as ovelhas sofrerão todo tipo de ataques, como Ele mesmo disse: "Eu sei, depois que eu for embora, aparecerão entre vós lobos ferozes, que não pouparão o rebanho. Além disso, do vosso próprio meio aparecerão homens com doutrinas perversas que arrastarão discípulos atrás de si. Por isso, estai sempre atentos: lembrai-vos de que, durante três anos, dia e noite, com lágrimas, não parei de exortar a cada um em particular."
 
Com efeito, no Santo Evangelho de hoje, vimos que em sua oração sacerdotal, Jesus pede ao Pai a unidade dos discípulos que estão ainda no mundo, na certeza de que assim como Ele sofreu nas mãos daqueles que o odiavam, de igual modo, eles também haverão de sofrer por causa de seu nome, todavia, mas isto aumentará ainda mais a herança eterna que lhes está reservada. 
 
Caríssimos, estamos no mundo das diferenças e a maior de todas está entro os filhos das trevas e os filhos da luz. Enquanto, os primeiros se destacam pelo ódio e a violência com que atacam suas vítimas; os filhos da luz são iluminados com o amor e o perdão que oferecem aos seus algozes. De fato, o cristianismo ao longo da história da humanidade sofreu os mais terríveis ataques, quer diretamente, quer por aqueles que se diziam cristãos, mas cometiam grandes atrocidades em nome de Cristo, difamando o seu nome, a Igreja e de todos os seus filhos, se esquecendo que a Igreja é Santa.
 
Por isso, eis o que diz o Senhor: "Se alguém não permanecer em mim será lançado fora, como o ramo. Ele secará e hão de ajuntá-lo e lançá-lo ao fogo, e queimar-se-á." Portanto, "Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer." 
 
Paz e Bem!
 
Frei Fernando Maria OFMConv. 
Frei Fernando Maria
Enviado por Frei Fernando Maria em 16/05/2018
Código do texto: T6338210
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Frei Fernando,OFMConv. e o site: www.freifernando.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Frei Fernando Maria
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 58 anos
1166 textos (249738 leituras)
87 áudios (19179 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/18 00:01)
Frei Fernando Maria

Site do Escritor