Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VÓS NÃO PODEIS SERVIR A DEUS E AO DINHEIRO
 
Por muitos e muitos séculos tivemos na história trabalho escravo, desvalorização da mulher, das crianças, idosos. Muitas e  muitas pessoas foram obrigadas a servir àqueles que tinham mais dinheiro e poder. Serviam porque de alguma forma eram obrigadas e não porque desejavam.

No que se refere a fé, temos ao longo dos séculos os fundamentalismos e o medo diante das divindades. Muitos rezavam mais por medo do que por fé. Temiam castigos e o inferno, por isso diziam-se pertencentes a religião “X” ou “Y” ou ainda pertencentes a alguma seita, crendice, crença popular. Enfim, também no que se refere a fé, muitos creram mais por temor do que por amor.

Com essa memória não julgamos a história porque isso é errôneo fazer. Queremos apenas olhar e buscar entender a fé e outros elementos que constituíram a caminhada da humanidade.

Dando um gigantesco salto na história, vamos olhar para nossa sociedade e acima de tudo para o nosso coração. A quem nós servimos hoje? Quem influencia e determina nossa opinião sobre as coisas? Fazemos algo com liberdade ou somos coagidos a pensar e aceitar determinadas coisas? O que e quem preenche nosso coração?

Jesus disse em certa ocasião aos fariseus: "a boca fala do que o coração está cheio." (Mt 12,34). Podemos conhecer uma pessoa escutando-a. Ela manifesta em suas palavras o que guarda em seu coração e em que acredita. Poderemos observar se ela serve a Deus ou ao dinheiro, como fala Jesus no Evangelho deste Domingo (Lc 16,1-13).

Vemos que continuam existindo certos tipos de escravidão ainda hoje. Muitos são escravos do dinheiro, dos bens que possuem, do trabalho, do hedonismo. Escravos porque toda a sua vida gira em torno disso e não conseguem pensar em outras coisas. Deixam de fazer coisas saudáveis para o próprio corpo e para a alma porque estão focados no ter, no poder, no prazer.

Quando vamos amadurecendo na fé, tornamo-nos livres diante das coisas. Entendemos que tudo é passageiro e supérfluo, ainda que necessário. Só existe um bem eterno e que a este devemos buscar constantemente.

Incrédulos dos benefícios que a fé traz as pessoas, muitos estudaram os fenômenos religiosos e analisaram o comportamento das pessoas. Em todos estes estudos e análises as conclusões sempre foram as mesmas: as pessoas que tem fé, que creem em Deus, são mais felizes e vivem melhor.

Quando o único tesouro da nossa vida é Deus, tudo o que fazemos relaciona-se aos valores bíblicos de justiça, paz, perdão, fraternidade, amor, entre outros. Vamos aprendendo e sendo modelados pela graça do Senhor naqueles que são princípios essenciais para uma vida realizada e feliz. Aprendemos a superar nossas limitações e acolhemos o outro com mais serenidade e maturidade. Mas tudo isso exige de nós uma postura responsável e madura na fé.

Não basta rezar, ir à missa, ler a Palavra de Deus. Muitos buscam conhecer a Palavra e fazem dela uma régua para medir os outros e esquecem olhar para si mesmos. Vão à missa para observar as pessoas como se vestem, como se portam e saem de lá criticando o padre, a Igreja. Uma fé assim é extremamente infantil, imatura e não trará felicidade e paz. Ao contrário, afastará ainda mais da Igreja e de Deus. Claro que o Senhor sempre usa de misericórdia e tem muita paciência para esperar pela nossa conversão.

Por isso Jesus já alertou: "Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus." (Mt 7,21). Isso porque crer em Deus não é somente proferir o seu nome com os lábios, mas acima de tudo acolher no coração o que Ele diz e viver no dia a dia.

Quando o Senhor se torna nosso tesouro, só a Ele servimos com alegria e determinação. Ser cristão não se torna um peso, mas um caminho de libertação. Observamos seus mandamentos porque sabemos que é um caminho seguro para chegar a vida eterna. Acolhemos o que a Igreja nos pede e exorta, porque cremos que ela tem mais sabedoria do que nós. Acreditamos naquilo que nossos pastores dizem e não em quem tem o propósito de destruir e atacar a Igreja de Jesus Cristo. Crescer na fé é viver na intimidade com o Senhor e o seu amor vai preenchendo toda a nossa vida.

A quem você serve: a si próprio, as coisas ou a Deus? Suas atitudes, pensamentos e palavras expressão onde está o teu coração e qual o tesouro que guardas nele.
     
Pe. Hermes José Novakoski, PSDP.
Hermes José Novakoski
Enviado por Hermes José Novakoski em 19/09/2019
Código do texto: T6748687
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermes José Novakoski
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 38 anos
529 textos (486345 leituras)
1 áudios (88 audições)
2 e-livros (451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 00:42)
Hermes José Novakoski