Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que devemos evitar ao ensinarmos sobre o Evangelho do amor.



Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo, criado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas e exercita-te a ti mesmo em piedade. (1Tm 4:6-7). Estes versículos fazem parte da passagem onde Paulo orienta a Timóteo, como ele deve orientar o seu ministério.


Seguindo o estudo sobre a orientação que Paulo dá a Timóteo, sobre como agir em seu ministério. Lembremos que desde tempos antigos houve erros de ensinamentos que deturpavam, o ensinamento do vivo evangelho de Jesus Cristo. E Paulo aqui lança um alerta que chega até nós de forma viva e atual.


Diz-nos o que devemos evitar.  Ele diz a Timóteo e a nós que devemos evitar contos que não levam a nada como os que às vezes se relatam aos meninos. É necessário sempre manter-se no centro do ensinamento da obra do amor. É fácil perder-se em questões secundárias e em divisões. É fácil ver-se enredado em coisas vãs. Deve-se sempre alimentar a mente e nutrir a fé no amor e em suas grandes verdades e realidades centrais.


Hoje em dia é comum vermos os professores bíblicos e pregadores contarem histórias sem um fundo de veracidade, ou seja, aquilo que não é verídico beira a mentira e a mentira e tudo que foge da verdade não coaduna com a ciência do amor de Deus. Só para citar alguns exemplos: O conto da águia, o relato do lenço dobrado e a confusão que muitos fazem ao citar o mar/lago da Galileia como muito profundo ou como se ele fosse de água salgada, quando na realidade é um lago de água doce.


Precisamos nos centrar no ensino que leva a verdade ensinada e vivida por Jesus no caminho e na obra da cruz. E mais se faz preciso buscar vivermos este ensinamento com atos e atitudes. Pois um ato vivido de amor, se faz maior do que mil palavras rebuscadas e muito mais que mil contos inverídicos e infundados.


Então que neste dia comecemos a praticar o amor a Deus amando e zelando pelo bem-estar comum e do próximo. Até porque nisto consiste o fazer a vontade do Pai, como podemos ver em: E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também seu irmão. (1João 4:21). Ler também, (Mat 25:31-46 1João 4:7-21). Então deixemos que o amor a vida seja o nosso dom maior. Que o amor de Cristo Jesus seja sempre o árbitro de nossos corações.


(Molivars).
Molivars
Enviado por Molivars em 14/11/2019
Código do texto: T6794641
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Molivars
Arujá - São Paulo - Brasil
1401 textos (11859 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/19 23:19)
Molivars