Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Cristão deve treinar a sua alma no amor como um atleta treina seu corpo.



Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo, criado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas e exercita-te a ti mesmo em piedade. (1Tm 4:6-7). Estes versículos fazem parte da passagem onde Paulo orienta a Timóteo, como ele deve orientar o seu ministério.


E por fim Paulo ensina a Timóteo e a nós o que devemos buscar ao ensinar ou guiar alguém pelo venerável caminho do amor. Devemos ter reverência (ευσεβεια eusebeia), e respeito por aquilo que ensinamos, tomando cuidado com as eisegeses e primando por uma boa exegese. Pois o caminho do amor deve ser um caminho de reverencia e respeito as coisas do Pai, e para que isso aconteça devemos treinar a nossa alma no amor a todo instante.

 Paulo diz a Timóteo que assim como um atleta treina seu corpo, o cristão deve treinar sua alma no divino. E o treino da alma as vezes se faz cansativo assim como um treinamento que um atleta passa antes de uma competição. Da mesma maneira que as dores musculares se faz forte durante o treinamento, a dor de transformar os sentimentos egoístas se faz tanto quanto mais forte.

Treinar-se no amor, e no bem, desenvolve todo o ser humano, corpo e espírito, e seu resultado afeta não só ao tempo, mas também à eternidade. O cristão não é o atleta do ginásio, mas sim o atleta de Deus. O povo antigo reconhecia isto. O Cristão deve treinar a sua alma (ψυχη psuche), como um atleta deve treinar o seu corpo. Pois quando advier o imprevisto nas situações diária do viver, sejamos capazes de suportá-los e vence-los.

Finalmente, esta passagem nos mostra a base de todo o assunto. A vida Cristã não é uma vida de facilidade, mas a coroa no final é muito mais valiosa que as medalhas ou os troféus que um atleta recebe. Pois a sua meta é avida de Deus.

E mais uma vez vemos a fé (πιστις pistis), enquanto confiança na verdade do Evangelho, e a firme convicção no amor de Deus. O cristão está disposto a suportar tudo porque confia em Deus, porque vê o amoroso Pai lhe esperando no final de seu caminho, porque vive a vida na presença do Pai e após a ida ainda viverá em sua presença. Eis a mais bela verdade: “A grandiosidade da meta torna válida a fadiga da luta.”

Então que sigamos neste valoroso treinamento do amor que age para o bem-estar de tudo e de todos que nos rodeiam. Sempre tendo o amor de Cristo Jesus como árbitro de nossos corações.

(Molivars).


Molivars
Enviado por Molivars em 15/11/2019
Código do texto: T6795183
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Molivars
Arujá - São Paulo - Brasil
1403 textos (11976 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/19 03:17)
Molivars