Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alvissareiros: um Artigo de mais Amor que Ódio

                Trotsky conheceu Engels e dele correu léguas de distância, vindo parar no México, com medo de ser esquartejado pela foice do bolchevique; ou a história russa foi escrita por historiadores mentirosos? Como dizia a analfabeta, estúpida e inútil mãe, que do ventre pariu um asno; "quem não te conhece que te compre". E eu nunca consegui valor no mercado humano.

Paulatinamente, celebridades e políticos protagonizam cenas e discursos que, além de hilários, tendem ao ridículo. Exemplificando, a indispensável e eminente Marta Suplicy em  idos de queda, derrapagens de aviões e desmonte da tripulação sobre florestas e solos montanhosos, a ex-Ministra de Turismo do ex-presidente Jararaca, ou Alma mais honesta do mundo, disse cabalmente e em tom audível que quando o estupro é inevitável, besunta bem o orifício, relaxa e goza. Essas feras inovadoras da comunicação estão, sempre no lugar certo, discursando para o povo certo, em ocasiões certas; afinal, cada povo ouve, acredita, dá seu voto e segue os políticos e celebridades que querem e apoiam. No entanto, como tudo se paga, semelhante ao preço dos filhos, a fatura vêm com juros e correção monetária, pode passar décadas, mas a fatura chegará à casa do esquecido devedor, pois dívida é como briga quebra barraco em favela, quem bate nunca lembra, contrário de quem apanha, não esquece nunca da derrota no embate.

Não que eu queira ou torça, mesmo por que minha família e nacionalidade é brasileira, não sofro e não contento-me nem um pouco se o país subir ou descer com o novo governo. Aliás, se subir é mérito do povo e se descer, demérito dos governos; contudo como ilustração didática, pirâmide nenhuma foi iniciada de cima para baixo. Socialmente falando, isto é regra. Nunca pensam que, diante do ultrapassado e famigerado conceito de democracia, sociedade é governo; e não o contrário.
                     Em todas as posses, celebração criada em 1972 pelos milirares e plenamente aprovada pelos democratas, sempre foi esse alarde, arruça parecida  explosão em barril de pólvora, mas com o tempo, não passou de fogo soprado pelos ventos em moinhos e paióis de palha. Todos, ratifico, todos os governos ao final de mandato provaram sua ineficiência. É tão verdade que a besta fera e "alma mais honesta do mundo" está enjaulada na P.F de Curitiba.
      Aristóteles disse que todos e quaisquer regime de governo são funcionais e darão bons resultados, se não houver líder humano. Incluía nesse caso a democracia, pois garante ao eleito a legitimidade através do voto.
                         Portanto, faça como eu e tratem de lavar pratos, banheiros, vender flores em semáforos, engraxar sapatos e estudar feito imbecíl para depois de formado, não ter emprego. Isso quando havia ensino e laboratório nas faculdades e professores gabaritados para tal; porque atualmente doam diplomas até por Sedex 10. O que significa a sigla EAD? Em resposta digo que é o IUB (Instituto Universal Brasileiro) dos dias de hoje, piorado óbvio, distribuindo diplomas.
                  Bolsonaro e outros sortudos estão garantidos por 4 anos com altos salários e sólidas mordomias devido as leis criadas por eles. E você, qual é o sistema de leis que garante-lhe os benefícios como batedor de cartão? Sabes as diferenças entre Estatutários e CLT? Para início de debate, a CLT foi criada por Getúlio Vargas e as leis Estatutárias por volta de 1970; para suprir os governos, uma vez que pagavam uma micharia, uma ninharia de salário para quem era funcionário público. Não obstante, o sentimento de ingratidão permeia o reino humano e os poucos beneficiados com as leis e iniciativas implantas e descritas acima, detonam a suposta ditadura dos militares. Regime ditador é o mínimo.
                Note pois, que antes de trabalho e servir a sociedade, a revolução trabalhista governamental legitimava, estabilidade, segurança, altos salários e pomposos benefícios aos interessados; e não houve um brasileiro que recusou ou recusa a oferta. Pintou concurso, que é o que se mais vê nos jornais de emprego, chove inscritos.
                       Ali começava a falência do país como um todo em detrimento de meia dúzia; que atualmente elitiza-se através de concursos e não competência e títulos. Concurso é como vestibular, com a diferença que após aprovado em concurso, aposendoria vitalícia bancada por quem de fato investe e trabalha para o engradecimento do país.
           O funcionalismo público saiu de férias-prêmio, ou  operação papai noel no dia 20 do mês passado e só volta à enrolação semana que vem. Diretamente, o Estado não produz nada, a não ser burocracia e altos impostos e ainda assim, não tem dinheiro para pagar o décimo terceiro dos funcionários que por sua vez, pouco fizeram.
      E o funcionalismo privado, se não fosse ele, você não tería comido, bebido e esbanjado ostentação. O que dizer da humilde classe operária denominada gari? Fidelidade com a limpeza do lixo e monturos amontoados nas esquinas das cidades por uma sociedade perdularia e consumista, e pouco!
                     Quem faz o país subir ou descer economicamente é o poder privado, funcionalismo e poder público são, quando muito, administradores de suor alheio, porque de seus corpos não saem uma gota sequer.
             Para finalizar essa sarna infindável que esparrama em sua pele já escamada, faça como eu que sempre acreditei que não há nada tão ruim, que não fique pior; e sofrerás menos. E onde tem gente, fuja! Esse bicho número um na cadeia alimentar só pensa em si; portanto, humanamente, não deu e certamente não dará, certo. Não aposto em futebol de botão, porque é jogado por gente. Como disse a Marta Suplicy quando Ministra de Turismo de governo de ex-presidente detento; "quando o estrupro é inevitável, besunte bem o orifício, relaxe a musculatura e goze o quanto puder".
                             Disse esta frase de impacto filosófico quando questionada como ficaria a reputação do Brasil no exterior, com a debicada do avião da extinta Tam contra as edificações lindeiras ao aeroporto, incinerando mais de 200 vidas em São Paulo; e ainda assim permaneceu no cargo de ministra até o final do mandato da "alma mais honesta do mundo".
      Sobre a pérola proferida pela ex-ministra, o cantor Vando replicou ao pé da letra: "As mulheres bem amadas gostam de chegar cedo em casa".
       Definitivamente, confesso que os poderosos são os meus heróis sem nenhum caráter, paladinos da justiça, verdadeiros executores de palavras, usurpadores do suor alheio e como não, corruptos em escala maior.
                        Uma nação, um país não depende de sistema de governo, pode ser até o anarquismo, como é o texto, mas do caráter e probidade da nacionalidade de quem o habita. A começar por quem assina este, cuja nacionalidade é brasileira, somos todos corruptos. Deveras, uma vez que a nacionalidade é a mesma, uns mais e outros menos, somos todos corruptos.

P.S.: lembrando que desde ontem, dia primeiro e por 4 anos, a culpa por tudo que acontecer no país não deve ser creditada na conta do fascista e golpista Michel Temer, conforme diziam; mas nos ombros do Bolsonaro.
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 02/01/2019
Reeditado em 01/02/2019
Código do texto: T6540771
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2257 textos (52065 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/19 10:20)
Mutável Gambiarreiro