Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta a uma criança

O que sabes da vida? Nada... Não te enganes... A vida é como a matemática! É um oráculo de respostas. Aliás, busque o desconhecido. Não tenha medo. Isso vale para as suas inquietações E dúvidas que vão te incomodar! Assombrar. Portanto, criança, não se detenhas ante os teus medos. Não se enganes, a esse respeito e segue adiante. Muitos tolos, antes de ti, caíram. Muitos foram inconsequentes.

Sê sábia, de joelhos, põe-te a auscultar a mãe terra anciã. Separe, joio e aveia. Se ainda tiveres dúvidas, minha criança, não te esqueças de abraçar uma árvore, de ouvir o canto solitário de um pássaro e de meditar sobre as águas do rio. Sê amigo do vento. É possível que ele lhe dê algumas respostas... Pois bem, é dessa forma que encontrarás a tua felicidade! Um alerta: não sejas imprevidente! E, por último, não te negues a atender um velho, cujas mãos petrificaram ante os dolorosos e sábios sofrimentos que a vida lhe deu...
gregoheleno
Enviado por gregoheleno em 19/09/2019
Código do texto: T6748393
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
gregoheleno
São Paulo - São Paulo - Brasil
52 textos (2171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 08:45)