Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Afinal por que o suicídio atinge mais os jovens?

É muito triste saber que 800 mil pessoas se matam anualmente. Esse número pode chegar a 1 milhão. Neste 10 de setembro é comemorado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Os números são alarmantes: em média, no mundo, uma pessoa tira sua vida a cada quarenta segundos. A maioria são jovens, tem de 15 a 35 anos de idade, e são do sexo masculino.

A realidade brasileira não é diferente do que ocorre em outros países. No Brasil, a cada 45 minutos acontece um suicídio. Em 2016, houve 11.433 mortes por suicídio no país. Ou melhor, 31 casos por dia. No ranking mundial, o país ocupa a oitava posição. Um estudo recente informa que em 2014, cerca de 10.635 pessoas tentaram se matar.

A verdade é que o suicídio é resultante de uma série de fatores. No caso dos jovens, geralmente, eles são atraídos pelo álcool, cigarro e drogas... Existem ainda outros fatores que levam alguém optar pelo fim de sua vida: depressão, esquizofrenia, dificuldade em lidar com as frustrações, problemas financeiros, transtorno bipolar, raiva, vingança, isolamento social e mudança extrema de humor...

De outro lado, é fato que o suicídio, ainda, é um tabu para a grande maioria das famílias. Uma saída para o problema: buscar ajuda dos profissionais de saúde, especialmente, psiquiatras e psicólogos. Outra maneira: formar uma rede de apoio envolvendo familiares e instituições religiosas.

Ao contrário do que muitos pensam, os vícios – cigarro, bebida e gulodice – são formas de suicídio. Ou melhor, eles provocam a morte lenta.

Outra coisa, é inegável que as religiões têm um papel imprescindível na questão do suicídio. De um modo geral, as religiões acolhem e cada uma proporciona conforto diante de dúvidas, angústias e dificuldades que envolve o suicídio.

Para quem planeja acabar com a sua vida, vale lembrar que a prece [oração] é um recurso valioso em qualquer situação. Na verdade, quando pedimos ajuda por meio da oração, os benfeitores espirituais vêm em nosso socorro seja qual for o problema.

Que fique bem claro, um suicida precisa de acolhimento, tolerância, carinho, respeito e bondade. Pode parecer óbvio, mas um suicida, muitas vezes, necessita de ser ouvido.

Em tempo, O CVV (Centro de valorização da vida) presta atendimento gratuito nos casos de depressão, suicídio. Quem precisar de ajuda, deve ligar para o telefone 188 (ligação gratuita) ou acesse: cvv.org.br
gregoheleno
Enviado por gregoheleno em 30/09/2019
Reeditado em 30/09/2019
Código do texto: T6757508
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
gregoheleno
São Paulo - São Paulo - Brasil
52 textos (2149 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 03:49)