Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Troque de Canal



Por ser o mais completo meio de mídia, a televisão, com certeza é também a maior influenciadora quanto ao comportamento de uma determinada sociedade. Usando como exemplo, o nosso próprio país, onde o povo infelizmente é facilmente manipulado, posso afirmar sem medo de errar, que a mídia televisiva, tem um poder devastador para transformar as opiniões, criar modismo e estancar o desenvolvimento intelectual das pessoas.

Oportunamente, não quero tecer criticas a todo o aparato tecnológico do sistema televisivo, não podemos nos esquecer que temos no Brasil a quarta maior rede de teve do mundo e que além dela, há outras que também possuem equipamentos de ponta e se esforçam continuamente para que seus sinais sejam de qualidade, cada vez melhores por todo o território nacional.

Mas infelizmente o entretenimento que elas oferecem são enxurradas e mais enxurradas do mais puro besteirol. Contudo, na verdade o que nos chama a atenção e chega mesmo a causar arrepios é o conteúdo de péssima qualidade jogado no ar e captado por nossas antenas. Sugiro como exemplo de comparação, toda a grade de programação de um certo canal, que tem a musica e o publico jovem como seu foco central, veremos que não se trata de uma “coisa seria”. É inaceitável, ver quadros que possuem o mais absoluto grau de mau gosto, lixos expostos como se fossem produtos de qualidade que agregassem algum valor aos telespectadores.

É lamentável ver uma platéia entusiasmada, composta basicamente por jovens incultos, aplaudir com veemência um mal sucedido projeto de cantor e apresentador. É lamentável constatar a fanática apreciação por métodos medievais de entretenimento, que cultuam imagens bizarras de demônios e sorriem da desgraça alheia, afinal despejar tigelas de excremento sobre as pessoas e ainda ser ovacionado por suas palavras de baixo calão não é coisa muito normal. Em outras palavras, este determinado programa, faz com que os outros tantos, também muito chinfrins da mesma emissora, sejam apenas meros coadjuvantes na arte de incentivar atos estranhos, o desfavor aos bons costumes, aos valores éticos e ao exercício da falta de inteligência. Na verdade esta emissora proporciona um dos maiores atos de apoio à falta de decência e a falta de cultura que uma sociedade pode ter.

A anti cultura fornecida por determinados canais de teve aberta, varia consideravelmente entre a falta de pudor e moral. Existem novelas que desorientam, programas infantis com suas rainhas que nunca foram e nunca serão exemplos de boa moças, desenhos que matam, leões que miam e riem com a falta do raciocínio alheio, podridão em um domingão que deveria ser legal, programas que banalizam e incentivam o sexo precocemente; isso tudo sem contar a avalanche religiosa que se preocupa muito mais em ganhar dinheiro, vendendo “tijolinhos no céu” promovendo o poder da “salvação” e dos falsos milagres, enganando os miseráveis de intelecto, roubando os seus míseros centavos e ainda teem a cara lavada de tecer criticas sobre outras filosofias religiosas, do que cuidar das pessoas que realmente precisam de ajuda ou sofrem pela falta de emprego e comida.

Lógico que nem tudo esta perdido! Ainda há canais como a TV Cultura, que nos proporciona bons documentários e programas com respeitável qualidade, que nos fazem realmente pensar, além da grade infantil ser perfeita. Lógico que nem tudo esta perdido! Pois temos o poder de trocar de canal, não aceitar esse descaso, essa agressão a nossa inteligência ou ainda de desligar o aparelho de TV e ler um bom livro, há tantos por ai.

Amigo leitor, imagine um adolescente, bombardeado por tamanha futilidade. Que tipo de homem ele será? Cultura, inteligência e moral são coisas serias. Falta de escola é sinônimo de fracasso, não vivemos mais na época da pedra lascada, já descobrimos o fogo e o átomo. Vamos escolher o que realmente devemos deixar entrar em nossos lares. Não devemos nos deixar influenciar pela nocividade fornecida por certos programas, nem tão pouco aderir ao lixo televisivo fantasiado de modismos passageiros que alguns canais nos oferecem de graça. Vamos agir de forma que a televisão não nos deixe burros, muito burros demais.

Apenas pense nisso!

Reginaldo Cordoa.
16/01/2006
Reginaldo Cordoa
Enviado por Reginaldo Cordoa em 12/12/2006
Código do texto: T315843
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reginaldo Cordoa
Matão - São Paulo - Brasil, 48 anos
95 textos (23590 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/06/19 02:36)
Reginaldo Cordoa