Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Manifesto de fundação SPV

Sociedade  dos  Poetas Vivos
 
Manifesto de Fundação
                                                            “...quem crê em mim, ainda que morra, viverá”
                                                                                                                            Jo 11:25


Nós, Poetas Vivos abaixo assinados, viemos a público para anunciar por meio desta a concretização de uma idéia que, já há algum tempo, nasceu em nossos corações e que a partir desta data se torna realidade: a formação da SOCIEDADE DOS POETAS VIVOS!
Nossa idéia original era apenas a reunião de nossos escritos a fim de trocarmos experiências e a partir da mútua influência resultante alçarmos vôos cada vez maiores, nos aprimorando em estilo, forma e conteúdo. Mas, conscientes de nosso chamado em Cristo, e sabedores da extrema capacidade que temos nEle, quisemos mais e ousamos fazer mais.
Deus criou nossos espíritos antes da fundação do mundo e em seguida os revestiu com um corpo. Porém, completo em seus feitos, nos presenteou com o ânimo da vida: a alma. A alma que nos traz o fôlego da vida, e seu conjunto infinito de sentimentos, expressões, percepções tangíveis e intangíveis daquilo que recebemos através dos nossos sentidos. Este conjunto, corpo, alma e espírito, nos proporciona uma vivência completa nessa terra, com vidas espirituais, emocionais e físicas, e nos traz uma incrível capacidade de produzir e nos desenvolver, nos diferenciando, assim, dos animais irracionais que vivem pela mera razão de viver. Tal capacidade nos impulsiona à busca de significados e sentidos sobre a existência humana e sobre os cumprimentos dos desígnios de Deus. É nessa incessante busca que está a arte.
Neste cenário, formamos a Sociedade dos Poetas Vivos com o propósito de realizar esta busca e incentivarmos outras pessoas a, junto conosco, nos levantarmos num brado artístico contra a mediocridade que vem assolando a humanidade, marcadamente nas últimas duas décadas de nossa era. Cremos que a arte é uma manifestação divina e, como tal, tem o poder de realizar uma obra grandiosa e sublime na alma dos homens, libertando-os da pequenez e do estreitamento de pensamento.
Tal medida se faz necessária em uma sociedade marcada pela superficialidade e banalização dos temas que regem nossa rotina. Atualmente, nos meios de comunicação (jornais, revistas, Internet, televisão, rádio) só observamos a presença de conteúdos sensacionalistas e superficiais. Guerras, corrupções, violência e sexo ilícito são tratados de formas polêmicas e mexeriqueiras, sem o aprofundamento e a reflexão necessários no trato de temas como esses. Os jovens falam somente de orkut, msn, vibe, sites de músicas e filmes, isso quando não são enredados por conteúdos iníquos trasmitidos pelas televisões e rádios. Não se interessam mais por poesia, literatura, música clássica ou qualquer outro tipo de arte inteligente. Na maior emissora de televisão do Brasil, as novelas mostram famílias destruídas nas quais a esposa trai o marido e casa-se com o amante, o marido traído por sua vez torna-se um alcoólatra incontrolável e, ainda na mesma novela, jovens mentem descaradamente para se passarem por pessoas de classe social diferente. Em outra novela, os atores interpretam adolescentes que só pensam em sexo, “ficar”, brigas e disputas fúteis, incentivando os jovens a serem "rebeldes". Quando se fala em arte, as pessoas se mostram indiferentes. Tudo isso tem formado uma geração de pessoas sem cultura, sem opinião própria, sem atitudes e sem nenhum valor moral, familiar, profissional ou simplesmente de amizade, gerando a mediocridade por nós já mencionada.
Contrariamente ao pensamento de alguns que pensam tratar-se a Arte em nada mais do que mero comportamento fútil de pessoas alienadas, acreditamos em sua capacidade de desenvolver e aprimorar a alma humana. Nós não fazemos poesia porque é bonitinho. Fazemos poesia porque a alma dos homens está cheia de paixão e vida, e a poesia é uma das formas mais fantásticas de expressá-las. E devemos fazê-lo, pois a expressão é uma forma de semear e somente semeando é  que veremos esses maravilhosos sentimentos multiplicarem-se na vida dos homens, gerando princípios e valores que reconstroem, regeneram, e os fazem viver e sonhar com uma verdadeira possibilidade de realização de todos os projetos de uma vida vitoriosa e saudável.
Queremos, por último, tornar público um traço fundamental no qual se alicerçam as bases de nossa Sociedade: somos uma instituição eminentemente cristã e em Graça. Portanto, deixamos claro aqui que a pluralidade de pensamentos será respeitada e tolerada, mas que de modo algum permitiremos que ela venha a contestar as Verdades nas quais cremos e que seguimos, a saber, a Palavra de Deus.
Neste ato, declaramos fundada a Sociedade dos Poetas Vivos e convidamos todos  aqueles que também desejem louvar ao nosso Deus através das diferentes formas de arte, impedindo que estas estejam nas mãos de ímpios e filhos da perdição usando-as para propósitos malignos. Convocamos a todos a utilizarem-se dos meios artísticos para que a uma só voz proclamemos as verdades do grande Eu Sou e falemos das coisas boas da vida tais como amor, paz, amizade e alegria, para que não nos tornemos como livros com páginas em branco, ou seja, sem conteúdo nenhum!
Acreditamos que a vida é uma grande poesia, e que cada um de nós pode contribuir com um verso.....nós da Sociedade dos Poetas Vivos lançamos hoje o desafio e perguntamos: Qual será o seu?


São Paulo, 01 de dezembro de 2006
__________________________
André Luis Camargo Martins
Daniel Pereira dos Santos
Kleber Aparecido da Silva


Sociedade dos poetas vivos ( em Graça... )                              
Heavy
Enviado por Heavy em 23/01/2007
Código do texto: T356176


Comentários

Sobre o autor
Heavy
São Paulo - São Paulo - Brasil, 38 anos
60 textos (21605 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/20 00:32)
Heavy