Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Potinho das soluções



Dias atrás, meu pequeno de seis anos, confidenciou-me que estava com medo de ficar sozinho. E ao deitar-se para dormir, era o pior momento de seu dia. Sua preocupação e angústia era tamanha, que ele chegou a chorar e soluçar em voz alta, pelo medo que sentia. A princípio tentei ignorá-lo, dizendo que isso não era nada, assim, não teria motivos para prolongar o assunto que eu julgava ser banal.

Mas o pequeno realmente estava em prantos e implorava por meus cuidados. Como solução, resolvi aplicar-lhe o mesmo tratamento terapêutico que recebia de minha mãe, quando eu era criança. Lembro-me que se tratava de uma solução certeira.

Peguei um velho pote, desses que guardamos algodão, e prometi que tiraria todo seu medo e o guardaria no pote, para a extração dos seus tenebrosos pensamentos usaria as minhas mãos. Mas, disse-lhe que sozinho não conseguiria fazê-lo, precisaria de sua ajuda e propus que durante a “faxina”, ele precisaria pensar no papai do céu e pedir ao seu anjinho da guarda que o ajudasse. Orando, aos poucos passava as mãos por sua cabecinha e “guardava” todo o seu medo naquele antigo pótinho. Passados uns 5 minutos, o seu rostinho já estampava o costumeiro sorriso, o mesmo que me cativou desde o primeiro dia que o vi.

Muitos acreditam que viver é um pesadelo, que a vida não nos oferece nada mais que problemas e mais problemas. Contudo, isso não é real. Na verdade o que a vida nos oferece são as dificuldades, que servem como degraus para chegarmos ao topo de nossa escalada.

Muitas vezes temos mais medo de nossos acertos do que dos nossos próprios erros. Assim procuramos ao máximo deixar as coisas como estão, assumir uma atitude de variação pode ser muito perigoso. É o medo da mudança que nos afeta, nos trava e nos avassala impiedosamente.

Quantas vezes, também precisamos de ajuda. Quantas vezes, sentimos muito medo e angústia. Medo da nova proposta de trabalho, da doença que não sara, da solidão das noites, do amor que não se encontra, do amigo que partiu, do relacionamento conturbado, dos desafios de todos os dias. Quantas vezes, não estamos também precisando de uma mão amiga e um potinho de soluções, para guardarmos os nossos medos.

É justamente neste momento de nossas vidas, que mais precisamos de alguém, é nessas horas que precisamos de um diálogo, de um respaldo confiável para romper as barreiras do medo.

Uma das maiores virtudes que um homem pode ter é a virtude de ouvir aos outros. Não devemos dar de ombros, mas sim dar os ombros, oferecer guarida, dar respaldo a quem solicita ajuda.

O desabafo, em sua totalidade, tira um peso enorme de nossos ombros.

Amigo leitor, o mundo é da cor que desejamos ver! As soluções para os nossos medos, podem estar mais perto de nós, do que realmente imaginamos. Por isso tenhamos sempre a mãos o “potinho de soluções”.


Reginaldo Cordoa, Administrador de Empresas e Apaixonado pela Vida.
12/01/2007
Reginaldo Cordoa
Enviado por Reginaldo Cordoa em 05/02/2007
Código do texto: T370071
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reginaldo Cordoa
Matão - São Paulo - Brasil, 48 anos
95 textos (23595 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/06/19 06:48)
Reginaldo Cordoa