Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A importância da capacitação do educador para mudanças em sua prática pedagógica quanto a utilização do computador na educação.

É sabido que toda novidade gera polêmica, incertezas e expectativas, e isto em todas os setores sociais, e, como parte da sociedade, não seria diferente no setor educacional. Vale aqui lembrar que a educação não é algo estático, mas sim dinâmico. Dentro desta dinamicidade, a educação anseia por novos rumos, novas direções, para que se possa fazer presente, atuante e atualizada no tempo e no espaço. Vivemos num século de novidades tecnológicas, onde tecnologias, e aqui mais necessariamente o computador, passam a fazer parte do dia-a-dia da sociedade, e a escola, como agente socializador, não pode ficar à margem do progresso. Aliás, é competência da escola preparar para a vida, e preparar para a vida significa preparar para a realidade que se encontra além de seus muros. Mas, neste contexto, aqueles que preparam, necessitam antes serem preparados. Aqui se inicia o desafio: como proceder?
- Primeiro: faz-se necessário que os educadores recebam a devida educação, para que assim possam, não apenas transmiti-las como informações somente, mas compartilha-la com seus educandos. Neste compartilhamento, educador e educando aprendem juntos. Para isto se faz mister também que haja consciência do educador que ele não é o detentor de pleno conhecimento, mas que também necessita recebê-lo. Na atual conjuntura de transição, não basta apenas encher o educando de informações, mas sim nesta troca de experiência e questionamentos, produzir conhecimento de forma que o educando possa se preparar para vivenciar, no seu dia a dia, esse conhecimento; este bem adquirido.
- Segundo: o educador deve ter clara consciência que a máquina não é a solução para os problemas, mas sim um meio para solucioná-los.  Ela vem como um instrumento de auxílio ao educador, e não em substituição a este.
- Terceiro: faz-se necessário que o educador se disponha a descer de seu pedestal e não só sinta a necessidade, mas queira e aceite se capacitar, se tornar educando para melhor orientar seus educandos. O aprender; o capacitar deve se tornar uma constante na vida do educador.
Desafios estes nem sempre fáceis de enfrentar quando o novo nos assusta ou “ameaça o nosso posto de comando”. Nem sempre os educadores estão abertos a mudanças, levando isto em detrimente perda para seus educandos. Com a tecnologia fazendo parte de nossa vida; com a mudança geral nas relações de mundo, e com a educação, como parte inerente da sociedade, sendo obrigada a acompanhar estas mudanças, haja vista que se educa, que se transmite conhecimento e se prepara o homem para a sociedade de acordo com as exigências desta, faz-se cada vez mais urgente que nossos educadores se capacitem para esta nova missão.
Como em todas as áreas da sociedade, na escola não é diferente. Apesar de por x motivos o computador, a informatização, ainda parecer um sonho, não podemos esquecer que é uma realidade, embora ainda lenta, porém necessária. Neste contexto de trazer à realidade educacional, aquilo que no dia a dia já é realidade na vida do educando, se faz mister e urgente; e o profissional educador que não se capacitar, como em tantos outros ramos sociais, será apenas mais um em meio à multidão. Na era digital, diante das novas técnicas e da urgência em revermos os métodos pedagógicos, vencerá e terá sucesso profissional e pessoal, o educador capacitado e atualizado.
BJ Duarte
Enviado por BJ Duarte em 04/07/2007
Código do texto: T552277
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BJ Duarte
São Gabriel do Oeste - Mato Grosso do Sul - Brasil, 52 anos
69 textos (110702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/19 06:33)
BJ Duarte