Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pronto, falei!



Se me perguntarem se já sofri preconceito...
Respondo não!
Preconceito é algo normal.
No sentido da palavra, todo mundo sente preconceito. É algo nato da espécie humana.
O que acontece em relação "à esta palavra" foi ela ter virado comércio.
O que eu posso ter sentido  - chama: falta de entendimento - preconceito não.
Se eu demorei três décadas para aceitar minha sexualidade, que direito tenho de exigir aceitação em três minutos?
Só é respeitado, quem respeita.
Isto não é filosofia, é energia. O natural emana o natural.
Sou gay assumido e não preciso de mimimi que "sofri preconceito", ou que me "senti mal" com  qualquer atitude alheia.
Eu estava trabalhando nestas horas.
Eu tenho mais o que fazer.
Sou homem com jeito de homem que gosta de homem, e pronto!
Respeito todas manifestações éticas e revolucionárias, mas acho que deu neh?
Deixam os gays em paz!
Deixam os héteros em paz!
O que se faz em quatro parede não precisa de carnaval e nem - achismo goela a baixo.
Sou a favor do ser humano na essência de ser o que se é.
Me incomoda ver sexualidade virar bandeira.
Quem precisa de leis são os famintos, os doentes, os abandonados.
Gay precisa trabalhar como qualquer um e ser honesto como qualquer um.
Por estas e outras noções não vejo o preconceito como algo tão ruim.
Por estas e outras não me sinto diferente por desejar outro homem.
Eu lido naturalmente com tudo, dou muita risada do tempo perdido.
Não acredito em imposição e sou total contra comercialização de intimidade.

Pronto falei.
Glauco Viana
Enviado por Glauco Viana em 09/11/2018
Código do texto: T6498611
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Glauco Viana
Mogi Guaçu - São Paulo - Brasil, 41 anos
649 textos (18355 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/18 04:13)
Glauco Viana