Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O acesso à arma de fogo e o suicídio no Brasil.

O acesso à arma de fogo e o suicídio no Brasil.

Segundo estudos sobre o suicídio, produzidos pelo médico e pesquisador Neury José Botega, é fundamental saber os meios que as pessoas utilizam para exterminar a vida a fim de promover ações e limitar o acesso à ferramenta que poderá levar à letalidade. A facilidade para acessar a ferramenta de extermínio da existência é um fator que, segundo pesquisas, colabora para que os números de suicídio estejam bem altos.
Os fatores culturais são levados em consideração quando o tema são os meios utilizados para o suicídio, além da já abordada facilidade para acesso a esses meios. Países como China e Sri Lanka registram casos de suicídio em sua maioria por pesticidas organofosforados, pois estes são liberados para vendas nesses países, porém, proibidos em tantos outros.
Nos Estados Unidos, por exemplo, a arma de fogo é medalha de ouro nos casos de suicídio e é bem sabido que os americanos têm acesso facilitado a esta ferramenta.
Já no Brasil a arma de fogo é medalha de prata nos casos de autoextermínio para homens.
Sendo a arma de fogo uma forma das mais utilizadas para o suicídio aqui em nosso país, creio ser importante levantar também esta discussão, haja vista que o novo governo é um apreciador do cidadão armado.
Será que ao permitir o acesso mais fácil à arma de fogo estaremos colaborando para que mais pessoas cometam o suicídio?
Será que facilitar o acesso à arma de fogo é abrir mais um canal para o triste intento?
Entretanto, esta questão do suicídio e a permissão para a posse/porte de arma de fogo foi pouco ou quase nada debatida. O problema é que vivemos tempos de dualismo e somos mais guiados por questões ideológicas do que uma real preocupação com o ser humano.
Suicídio é um tema que muito me interessa e até escrevi um livro sobre o assunto. Aproveito o ensejo e informo aos leitores que estou realizando uma pesquisa sobre o suicídio. Caso esta ideia já tenha rondado sua mente, peço a gentileza de escrever para: wellington_balbo@hotmail.com. O sigilo é absoluto.
No mais, veremos após algum tempo da permissão da posse/porte os números.
Para mim armas lembram morte.
Sempre lembrarão...
Wellington Balbo
Enviado por Wellington Balbo em 17/01/2019
Código do texto: T6553221
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Wellington Balbo
Bauru - São Paulo - Brasil, 46 anos
393 textos (136569 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 09:27)
Wellington Balbo