Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Inferno está em Festa!

         Nos idos de 1970 Chico Buarque cantou: " a lei te procura, bandido infeliz, com seus olhos de raio X". Alteraram as vírgulas nos parágrafos e a mesma lei que capturou, libertou o bandido feliz que pousava em hotel 5 estrelas.

      Seguindo sob suas revelações setentistas, em outra música, Chico escreveu: "eis o malandro na praça outra vez".
    E após quase 50 anos, o malandro, estilo Al Capone, ou parecido Ali Babá, com ele, aproximadamente 4 mil ladrões, trará. Taí o motivo de vagabundos, safados, falsos democratas e reis serem idolatrados pelos súditos, asseclas, capangas e não menos, pelos pais.

 Já Raul, cantou: " o negócio é alugar o Brasil". O dólar à 4 e o euro à 5 reais, pagam o nosso mingau. E ainda sobram uns trocados. Por que a Amazônia, o pantanal e demais cinturões verdes, já pertencem aos incêndios; motivo dos gringos não cobrarem nada por eles.

          Zé Ramalho, disse que a alegria do povo é sonhar e sambar. No tempo dele, porque agora está acrescido de funk, bala perdida procurando alojar-se em corações apaixonados e tráfico pesado. O amor dos anjos e o fuminho do Lúcifer estão fora de moda; estão totalmente anacrônicos.

             Às vezes, a arte é eufêmica; e se perde no tempo. Todavia, realidades e verdades é questão de tempo; e voltam a se alinhar conforme as épocas.
       
                   Atualizando-as, pois tudo há de ser descoberto, Bezerra da Silva desceu do morro e após  abrir os braços, feito o Cristo Redentor no Corcovado,  denunciou: " se gritar pegar ladrão, não fica um meu irmão. Se gritar pegar ladrão..." Os apresentadores dos programas sensacionalistas/midiáticos policiais que comprovem se é verdade, ou mentira.

         Cazuza, através de seus versos, insinuou que: "vejo o futuro repetir o passado; vejo um museu sem grandes novidades, o tempo não pára."
       Realmente, por aqui não há renovação em nenhum setor; quanto mais geracional. O nome desta sobremessa, é fracasso a curto prazo. É tão verdade, que um falaz/charlatão se auto-promoveu dizendo que tirou 1 sem número de brasileiros da linha da pobreza. Passados 5 anos, o navio transatlântico econômico implantado por ele soçobrou, deixando à cada três inocentes, 2 endividados sem colete salva-vidas.

        Camisa de Vênus, do esquecido e odiado meio hippie/punk Marcelo Nova, criador da "Panela do Diabo", cifrou a letra: "até que parece sério, mas é tudo enganação. Eu sei que tem muita estrela, para pouca constelação".
                 É tanto lord, celebridades, jogadores de futebol, Nájilas e Neymares brasileiros na fila para deixar as pegadas no roll da fama, que está faltando holofotes.

           No repete Raul, toca Raul, encontramos em seu baú: "vamos entrar para a história, meu filho. Vamos entrar para a história".

Cantemos: "Ôôô vida de gado. Povo marcado, povo feliz!

          A arte, quando traz o significado de arte, quando faz arte para os perceptivos de olhos e sensíveis de ouvidos, não só imita, como profetiza o futuro de vida do povo.
    Já estava tudo escrito no Ensaio à Cegueira de José Saramago; provando que o português (especificamente, o escritor) não é tão asno com dizem os abestalhados; aliás estúpida iena é quem é roubado e ainda arreganha os dentes postiços de porcelana.

      Vida do povo, nada de velho, tudo de novo. Sonhos e samba: nada de novo, tudo de velho. Sorrisos de bocas escancaradas cheias de implantes dentários, inovação do povo.
        Brasilidades que segue; até que o Lúcifer, para o seu aprisco, nos carregue! # sigamos o séquito.

         Findando este, o pensamento de um dos poucos e raros brasileiros. Mas já vos digo que não fará efeito nenhum para nos tirar das garras do Lúcifer; pois os cegos deleitam-se com as facilidades e mentiras populistas dos espertos, atributos herdados do Lúcifer: "De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa.


P.S.: como disse uma senhora petista que meteu chifre no marido com um argentino: "quando o estupro é inevitável, besunte bem o orifício, deite de bruço, relaxe a musculatura e goze o quanto merecido". Digo eu: sossegue, fique em paz, porque 4 anos de estupro passa rápido! Aproveitemos, enquanto o homem está forte, viril e com a libido à 1000.

Uma vez que Jesus Cristo, o Messias Prometido vai demorar bastante, permaneçamos na fé de sua vinda; e enquanto ele não vêm prover-nos do arrebatamento coletivo, o megalomaníaco e injustiçado rei Lula está voltando para condecorar os seus (pagar valores estratosféricos para 1 americano e 1 russo  ensinar 1 brasileiro navegar no espaço sideral; investir pesado em futebol, para ouvir do ex- fenômeno: "copa do mundo não se joga em hospitais; viajar o mundo às expensas do contribuinte; criar o Turismo, ou melhor, ciência sem fronteiras para os nossos célebres gênios que em nada contribuem para a pesquiss e ciência, sobretudo, porque sofrendo o embargo das metrópoles, desenvolvimento científico não é permitido aos provincianos; transpor rios; matar 3 hidrelétricas: Sobradinho, Três Marias e Paulo Afonso, as quais estão produzindo 30% de energia por falta de água roubada do Velho Chico; reinventar outra Belo Monte e oferecê-la, gratuitamente para os gringos, etc ) e trazer de lá as boas-velhas, juntamente com 1 grãozinho de feijão.
           Aguardemos e apoiemos, porque a roça, o martelo, a foice, o Flamengo e a nega Teresa, tem dono. São nossos e ninguém tasca. Amém!

Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 09/11/2019
Reeditado em 10/11/2019
Código do texto: T6790517
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2324 textos (53975 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 04:43)
Mutável Gambiarreiro