Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Uma turista de top foi impedida de subir as escadarias do Corcovado na quinta-feira por não estar convenientemente vestida. Foi informada de que o Cristo agora era santuário e de que precisava estar de blusa digna para a ocasião." - esta é a nota de hoje  numa coluna de um  jornal de grande circulação aqui no  Rio de Janeiro.
Não sei baseado em que lei ou costume surgiu essa estapafúrdia. Um monumento é somente um marco estético e histórico. O nosso Cristo Redentor não passa disso. Qualquer um pode se vestir de camisolão, abrir os braços e ser fotografado sem ser comparado com Deus. Até porque ninguém sabe a aparência física que tinha Jesus, o verdadeiro Cristo. A Igreja inventou essa aparência de homem branco, olhos claros e cabelos louros compridos para satisfazer seus interesses na época. Santuário somos nós quando permitimos que o Espírito Santo de Deus venha morar no mosso coração e transforme nossa vida. Daí impedir que uma turista suba ao monumento para apreciar a obra maravilhosa das mão do Senhor, que é a cidade do Rio de Janeiro, é no mínimo, uma demonstração de que falta bom senso. O Rio precisa de turistas e esse tipo de atitude mostra apenas o despreparo e falta de sabedoria no trato com a coisa pública. Mistura-se crendice com forma correta de administração. Fica aqui o meu repúdio à ignorância que predomina nessa cidade.

Heloisa Prado
Enviado por Heloisa Prado em 17/10/2007
Código do texto: T697904
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Heloisa Prado
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
270 textos (33901 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 22:12)
Heloisa Prado