Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A medida exata

A medida exata

Talvez encontrar a medida exata,a a dimensão correta de um sentimento e/ou uma atitude seja nosso maior desafio.
O que difere o veneno do remédio é a quantidade, assim como o amor da fixação e a loucura da paixão.
A diferença entre o bem e o mal é tênue e oscilante, não possui fronteiras definidas e está sempre sujeita à perspectiva da qual é vista, os conceitos de ética são mutáveis e questionáveis, é até complexo saber o que ultrapassa seus próprios limites, sejam estes palpáveis ou não.
Isso deve explicar a quantidade absurda dos "sem-opinião-formada" e os famosos " em cima do muro", se omitindo , eles transferem suas responsabilidades para os que lutam por suas idéias e comodamente se colocam passivos aguardando o resultado de embates que não participam , para invariavelmente reclamarem dos resultados, mesmo que lhes seja satisfatório. São parasitas, nada além disso.
Eu, particularmente, prefiro errar por exagero que por omissão, posso extrapolar os limites, ir além do que posso e/ou devo, mas não fico calado diante do que julgo errado, nem faço de conta que não é comigo ante alguma injustiça.
Entregar nossas decisões para ou outros, que muitas vezes (a maioria) nem tem capacidade ou consciência disso é se acovardar. Abrir mão do nosso livre-arbítrio é não viver.
Vamos acordar, julgar, participar,decidir, bancar nossas idéias e desbancar quem nos empurra pros vales da ignorância e da passividade.
Não vamos dar poder a quem não sabe usar, vamos delegar com responsabilidade , não com preguiça.
Não podemos dar procurações a quem não nos representa intrinsicamente e decide sem se importar com o que pensamos.
Eu sei que dá trabalho, mas vamos nos preocupar em decidir cada passo e não andarmos com muletas quebradas que se partem diante de qualquer obstáculo.
Vamos morrer lutando por nossas bandeiras e não vegetar escondidos e omissos.
Vamos capitanear nossos barcos e refazer nossas rotas, não nos esconder como ratos nos porões ...

Leonardo Andrade
Leonardo Andrade
Enviado por Leonardo Andrade em 12/11/2007
Código do texto: T734100

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leonardo Andrade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1491 textos (63347 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 16:01)
Leonardo Andrade