Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A CARA METADE

A metade que nos cabe às vezes sai cara, mas a cara da metade nem sempre é a nossa cara.
Devo entender que com ela é difícil de se encontrar, porém nunca impossível de se defrontar pelos caminhos que seguimos de vez em quando.
Oh, metade cara!
Oh, cara metade!
Por que me surges assim tão incerta, tão sem colorido?
Vejo que mal terei oportunidade de tocá-la e não poderei sentí-la tão próxima de mim; pois essa cara metade cara, já tem sua outra metade, para se tornar um todo. E continuarei a procurar, em vão, uma cara metade para me completar, porque sei que a mesma metade cara, no momento, encontra-se com outra cara metade.
marizeze
Enviado por marizeze em 28/11/2007
Código do texto: T756961

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marizeze
Resende - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
46 textos (12444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:25)
marizeze