Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser Professor é ter a coragem de sentir medo.

Ser Professor é fazer de conta que se esqueceu do dia dos professores.

 

Ser Professor é continuar aprendendo, sabendo que um dia tudo vai ficar na saudade.

 

Ser Professor é acreditar sempre no futuro, mesmo que sua matéria seja a de História.

 

Ser Professor é chegar a pé, de bicicleta, moto ou carro – ainda que seja de carona.

 

Ser Professor é deixar-se emocionar ao perceber o germinar da esperança em um peito juvenil.

 

Ser Professor é dar conselhos quando consultado, e ter a coragem de seguí-los quando necessário.

Ser professor é acreditar num novo dia, sem se esquecer de colocar mais uma vez o relógio pra despertar.

 

Ser Professor é admirar o aluno que tem a coragem de desafiar as regras, desejando poder fazer o mesmo e ‘chutar o balde’ de vez em quando.

 

Ser Professor é se preocupar com os filhos dos outros, torcendo para que alguém também se importe com os seus.

 

Ser Professor é receber os pais com um sorriso no rosto, naquela terça chuvosa em que bate uma vontade de chorar.

 

Ser Professor é perguntar-se de vez em quando o porquê de tal escolha profissional e muitas, muitas vezes mesmo, sentir-se grato por tê-la feito.

 

Ser Professor é sentir-se feliz ao ouvir o grito de ‘professor’ em plena feira ou supermercado, e rever aquele aluno que acabou se tornando um verdadeiro amigo.

 

Ser Professor é gostar da sexta-feira tanto quanto seus alunos, mas só deixar transparecer na sala dos professores.

 

Ser Professor é não saber de onde tirar dinheiro suficiente para participar de tantos amigos-ocultos no fim de ano.

 

Ser Professor é saber perdoar, respeitar, e procurar dar sempre o exemplo. Ao menos, tentar repetir a merenda.

 

Ser Professor é tentar fazer uma diferença no mundo, e conseguir vez por outra tornar melhor o mundo de alguém.

 

Ser Professor é tentar aprender o nome de cada aluno durante alguns anos, e participar de algumas formaturas sem conhecer a todos.

 

Quem nunca pensou – ao menos por um dia – em ser Professor, que atire a primeira bolinha de papel.

Charlles Nunes
Enviado por Charlles Nunes em 29/11/2007
Código do texto: T757887
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Charlles Nunes
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
99 textos (242337 leituras)
17 áudios (3466 audições)
5 e-livros (58070 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 06:52)
Charlles Nunes