Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio

Texto

Canto de dor

Canoro canário, a cantar saltitante
em brilhante gaiola, pareces feliz,
mas diz o teu canto, enquanto saltitas
e evitas mostrar neste pranto cantante,

que o teu sibilar não é canto de paz,
é bem mais canto triste, de perda, de dor,
é amor que se esvai em total desespero
por ver o teu mundo da grade pra trás.

Canário, tu cantas a perda do amor,
esta dor no teu canto é uma dor de verdade,
e o mar de harmonia que existe lá fora
é agora a razão do teu canto de dor.

Liberdade é teu mundo, é o teu ideal;
o teu mal é que escondes a dor no teu canto;
portanto, canário, tu deves calar
pra ganhar liberdade e a paz, afinal.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 30/03/2005
Código do texto: T8702
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 73 anos
939 textos (294122 leituras)
36 áudios (11347 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/21 02:44)
Paulo Camelo

Site do Escritor
Rádio Poética