Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
Ressurreição-ChicoDoCrato-SebastiãoDaGama
Publicado por: ChicoDoCrato
Data: 07/12/2017
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
Ressurreição-ChicoDoCrato-SebastiãoDaGama
ChicoDoCrato, Música, Voz, Violão, Arranjo, Mixagem e adaptação do Poema do Português Sebastião da Gama de 1950, que compôs a quarenta quilómetros do centro histórico de Lisboa, na Serra da Arrábida um dos sítios Marinhos (que pensavam existir sereias), mais bonitos de Portugal.
Audacity, 090 Ritmo 051+50 em Mí-. Gravação caseira. Gravar em estúdio.
Copyright:proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, Criação de obras derivadas/uso comercial

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

Ressurreição-ChicoDoCrato-SebastiãoDaGama

Ressurreição-ChicoDoCrato-SebastiãoDaGama
https://www.recantodasletras.com.br/audios/cancoes/77702
ChicoDoCrato, Música, Voz, Violão, Arranjo, Mixagem e adaptação do Poema do Português Sebastião da Gama de 1950, que compôs a quarenta quilómetros do centro histórico de Lisboa, na Serra da Arrábida um dos sítios Marinhos (que pensavam existir sereias), mais bonitos de Portugal.
Audacity,  090 Ritmo 051+50 em Mí-. Gravação caseira. Gravar em estúdio.
Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão.
A proteção anticópia é ativada.

Que tristeza entristece a flor das águas ?
Ó sereias do Mar, peixes humanos,
serão saudades vossas ?

Ó sereias do Mar, que havia dantes,
quando os homens sabiam deslumbrar-se .. .
Se haverá Primavera no país das algas,
das anémonas . .. Inútil primavera ! . . .

Quem viria ( as sereias morreram . . . )
enfeitar-se com as rosas marinhas?
Mas da noite do Mar eis se levantam vultos de luz, etéreas esculturas.

Serão puros espíritos, mas sinto-as,
sua pele contra a minha, no meu corpo.
E um perfume de carne e maresia me toma por inteiro, me transtorna -casto, insistente, virgem, feminino.

Pela noite do Mar, inesperadas, surgem vivas do mito que as encanta, surgem, desencantadas, as sereias -luas de carne enluarando a noite.

Abre-se a flor das águas como um lótus.
Conchinhas, algas, búzios,
estremece-os um frêmito de gozo e de alegria . .

Bis
Dançam de roda, infantilmente, os peixes.
E as mãos do Poeta afogam-se de anémonas primaverais, misteriosas, dignas elas só do afago das sereias .. .

ChicoDoCrato e Sebastião da Gama
Enviado por ChicoDoCrato em 07/12/2017
Reeditado em 07/12/2017
Código do texto: T6192849
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ChicoDoCrato
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
620 textos (9535 leituras)
623 áudios (11114 audições)
40 e-livros (778 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 23:27)
ChicoDoCrato
Rádio Poética