Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
ChicoDoCrato-ChicoXavier-SeOlhe
Publicado por: ChicoDoCrato
Data: 14/03/2019
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
ChicoDoCrato-ChicoXavier-SeOlhe
https://www.recantodasletras.com.br/audios/cancoes/
ChicoDoCrato - Música, Voz, Violão e sintetizador, Arranjo
e Mixagem.e adaptação do texto de –Chico Xavier
Audacity 090 ritimo 67 + 60 em Ré+. Gravação Caseira-Gravar em estúdio
Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição,
criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão.
A proteção anticópia é ativada.

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

ChicoDoCrato-ChicoXavier-SeOlhe

ChicoDoCrato-ChicoXavier-SeOlhe
https://www.recantodasletras.com.br/audios/cancoes/82477
ChicoDoCrato - Música, Voz, Violão e sintetizador, Arranjo
 e Mixagem.e adaptação do texto de –Chico Xavier
Audacity 090 ritimo 67 + 60 em  Ré+. Gravação Caseira-Gravar em estúdio
Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição,
 criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão. A proteção anticópia é ativada.

Se não gostas de ti, quem irá gostar?
Se não te orgulhas do que fazes, quem se orgulhará?
Se não tens respeito por tuas ações, quem haverá de ter?
Se não sentes admiração por teus empreendimentos, quem irá sentir?
Se não dás créditos às tuas decisões, quem poderá nelas acreditar?
Se não te alegras com a vida que tens, quem vai alegrar-se com ela?
Se és capaz de enganar a si mesmo, a quem não enganarás?

Se ainda não aprendeste o verbo compreender, como pretendes conjugar o verbo amar?
Se colocas fel nas mais puras emoções, por que te revoltas de levar uma existência amarga?
Se destróis todas as estradas que te trazem afeto, por que lamentas a solidão em que vives?
Se não cuida da tua lavoura de simpatia, por que estranhas não colher viçosas amizades?
Se teimas em plantar mal e tristezas, por que te surpreendes quando germinam decepções?

Se consentes que a inveja, o rancor e a maledicência dominem teu coração,
por que não haveras de sofrer no inferno da desconfiança?
Se persistes em viver dentro do ontem, por que não há de temer o amanhã?
Se oscilas entre o passado e o futuro, como podes desfrutar bem o presente?

Bis (Tris no final)
Se não te dispõe a perdoar as faltas alheias, com que direito esperas o perdão das tuas?
Se nunca te decides a partir, por que anseias tanto em chegar?
Se não tens fé, nem sonhos, nem te empolgas, por que acusar o mundo de ser árido, frio e sem bondade?
Por que?...
ChicoDoCrato e Chico Xavier
Enviado por ChicoDoCrato em 14/03/2019
Reeditado em 14/03/2019
Código do texto: T6598164
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ChicoDoCrato
Salvador - Bahia - Brasil, 62 anos
849 textos (16976 leituras)
854 áudios (16726 audições)
42 e-livros (1142 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/07/19 09:38)
ChicoDoCrato
Rádio Poética