Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
Ponto parada
Publicado por: Vander Dunguel
Data: 17/04/2019
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
Letra: Vander Dunguel e São Beto
Música: Vander Dunguel
Voz: Vander Dunguel

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

Ponto parada

É quando tudo desaba
E nada mais faz sentido,
que a gente acaba bebendo
E vai chorar escondido
E vem o nó na garganta
E aquele aperto no peito
Da dor se achar no direito
De fazer ponto parada;
É quando tudo desaba
E que a garrafa esvazia,
O coração quase pára,
Desata numa sangria,
A dor descamba no peito,
A vida se torna escura,
E a gente se desabafa
Numa completa loucura;
Dá prá falar sozinho,
Dá prá ficar calado,
Dá pra sentar nos cantos
Dos bares da cidade,
Dá pra chorar baixinho,
Dá pra sentir saudade.
Autores: Vander Dunguel e São Beto

Vander Dunguel
Enviado por Vander Dunguel em 25/09/2008
Reeditado em 17/04/2019
Código do texto: T1196688
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Vander Dunguel
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil
661 textos (31968 leituras)
32 áudios (2647 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/19 06:37)
Vander Dunguel
Rádio Poética