Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
Padrões
Publicado por: Waldryano
Data: 03/08/2019
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
Discurso retórico sobre padrões

https://www.recantodasletras.com.br/prosapoetica/6711152

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

Vou ser sincero

Os padrões regem a moral e a ética
E é certo!

O que não seria das leis e das prisões;
Se elas não existissem?

Todavia, na escrita padrões não existem

Um dia posso escrever
Flores e amores

No outro dia escrever
Terror e horror

Pois a escrita é
Um cano de escape

Você é tudo ligadinho por canos
Que fluem dentro de você; — O cotidiano

É um trabalho monótono
É um vizinho mal encarado
É todos os dias um trânsito
Aquela selva

E a vida vai passando

E tudo isto te engessando

E você não tem coragem de gritar?

Entendo, isto seguindo o padrão moral te traria um simples rótulo:

— Louco!

Mas na escrita é diferente

Aqui você pode amar

Me amar
Me odiar

Tudo é possível
Este cano é aberto 
Todas as possibilidades
Existem

Entretanto, até na escrita somos
Discriminados

Há os da métrica perfeita
Há os que só cortam os pulsos nos escritos
Há os amores melosos

E há os fora da curva

Oro todo o dia:
“— Papai do Céu
Obrigado por me fazer fora da curva”



Pelo menos na escrita
Pois na vida?

Sou normalzinho
Tal como os padrões exigem.

🤓
Waldryano
Enviado por Waldryano em 02/08/2019
Reeditado em 06/08/2019
Código do texto: T6711152
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Waldryano
Telêmaco Borba - Paraná - Brasil
256 textos (7650 leituras)
21 áudios (656 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 22:51)
Waldryano
Rádio Poética