Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
RESGATE // Esther Lessa
Publicado por: Esther Lessa
Data: 20/07/2018
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
Soneto: RESGATE, Composto e declamado pela poetisa Esther Lessa.
Fundo musical "O Largo de Hændel" DP.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

RESGATE // SONETO

 DEUS  SEJA  LOUVADO !
QUE  A  GRAÇA  DO  SENHOR  SEJA  SOBRE  TODOS  NÓS !
 JESUS ! _  NOME  QUE  SALVA

   QUANDO  EU  CLAMAR,  O  SENHOR  ME  OUVIRÁ !

“COM  A  MINHA  VOZ  CLAMO  AO  SENHOR
COM  A  MINHA  VOZ  AO  SENHOR  SUPLICO
DIANTE  DELE  A  PROSTRAR-ME  EU  ESTOU
DIANTE  DELE  EXPONHO  A  MINHA  AFLIÇÃO

   VEM !  ATENDE  AO  MEU  CLAMOR !
          ESTOU  MUITO  ABATIDO !... “  HINO

*************************************

“MINHA  ESPERANÇA  ESTÁ
NAS  MÃOS  DO  GRANDE  “EU  SOU!”
MEUS  OLHOS  VÃO  VER
O IMPOSSÍVEL  ACONTECER !”     HINO

*************************************

“ELEVO OS  MEUS OLHOS  PARA OS MONTES.
              DE ONDE ME VIRÁ O SOCORRO ?
              O MEU SOCORRO VEM  SENHOR QUE FEZ O CÉU E A TERRA...”
                                                                                SALMO 121: 1 e 2

  EU TE  AJUDO !!!    //              ESTHER LESSA
 
               Oh,  filho , Sim !  É  hora  de  contrição !
                 E  se  o  momento  é  de  rasa  alegria
                Não  se  turbe  teu  coração.  Sou  Guia!
              Que  sobre  ti  Derramo  A   Minha  Unção  !
 
********************************************************



                                RESGATE

                                 QUANDO  EU  CLAMAR, O  SENHOR  ME  OUVIRÁ !

        Na   limpidez  da   manhã   o  sonho  emergiu !
         Saí   a   regar   o    jardim  ...  a    fé     manter
         Vinha de  um  emaranhado  e  constante  sofrer
         Brumas  se  dissipando ... a  esperança  surgiu !

         
          Debruçada   em   inquietudes ... incertezas    mil
          Rebuliço    n'alma  ... indagações    a     atender
          A   vida  a  observar...sem   muito   compreender
          O     coração    assim  ...  uma   ilha    se   sentiu

       
           Mas  na  insularidade...limite  foi  rompido
          Não ficou preso o grito...Aos Céus chegou o apelo
           E    o   desejo   de    libertação    foi   ouvido

             
            Âncora    Segura ...  nos   Livra   do   flagelo
            Na Eterna Luz Divina estando o homem ungido ...
             Senhor! A ânsia é jamais De Ti Perder o elo.
***********************************************************

OUÇA  A  DECLAMAÇÃO  NO  ÁUDIO  DA  PÁGINA. E  SE  PUDER,  DEIXE UMA  PALAVRINHA!  OBRIGADA !
 


*******************************************************

              *    *   *                          *   *   *
          *                                                       *
    *        “MULHER   MERECE   RESPEITO !           *
 * MEXEU  COM  UMA ...MEXEU  COM  TODAS !”       *
 *   ***************************************  *
ENTRE NA NOSSA CAMPANHA!
  ********************************************
                             
                                                                                    INTERAÇÕES

             Completamente comovida com a beleza que você, querido poeta JOÃO  NUNES  VENTURA,  me oferece!
             Obrigadíssima!


                                       Criança, menina, mulher.

                         Assim se fez a poetisa,
                 com a luz divina enviada por Deus,
              para despejar nos seus doces cantos,
     os encantos eternos que suas composições possuem
                    e se espalham pela imensidão
                       e que ficarão para sempre,
         brilhando como luz penduradas nas estrelas.

             Quem, sozinho em minha meditação
             se debruçou nos seus versos, fui eu,
                     e segurei o meu sonho,
         para não me perder e soltar o meu grito,
                         simplesmente dizer,
             a sua poesia entrou no meu coração,
          onde se fez morada e eternamente viverá,
                             boa noite,
                                     meu abraço,
                                                     parabéns!
***********************************************************
         Imagine! De uma brincadeira, nasceram as minhas avencas, semeadas por você, querido poeta JUDD! Lindoo!
         Obrigadíssima!

                              As Avencas da poetisa Esther Lessa

 O meu canto é uma casa, não é a mais linda não
 Aqui eu tenho um jardim com muitas flores
Mas nela tem o conforto de uma grande mansão
 Aqui reina a minha mulher e filhas meus amores.

 Atrás da roseiras, rosas do deserto tenho em pencas
 Onde pelas manhas se juntam as águas da chuvas
 Há escondidas bromélias , sob o véu das avencas
 De folhagem linda da família das samambaias nuas.

 A avenca , adiantum raddianum e a que eu tenho
 Ela não dá flores , mas sua beleza está nas cores
 Na textura e na delicadeza das folhas me detenho.

 Rego com água límpida, com intensão de refrescar
 Nem porventura eu dos tantos cuidados descuido
 Cultivo as acariciando para à poetisa Esther dar.  Judd

****************************************************
Esther Lessa
Enviado por Esther Lessa em 20/07/2018
Reeditado em 21/07/2018
Código do texto: T6395300
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Esther Lessa
Vitória - Espírito Santo - Brasil
1189 textos (98385 leituras)
41 áudios (1871 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/18 04:01)
Esther Lessa
Rádio Poética