Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Aragon Guerrero
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
695 textos (30302 leituras)
48 áudios (763 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/18 20:48)
Aragon Guerrero

Textos do autor
Áudios do autor
Perfil
       Sou um espanhol no sentido mais amplo , pois assim me sinto por inteiro, no físico e no temperamento. O sal de Andaluzia , do golfo de Cádiz está misturado com o sangue , carregando séculos de dominação moura.
      Componho canções há muitos anos, letras e músicas, e embora já tenha tocado com outras pessoas, nunca farei nada em parceria, e esta certeza é incontestável, pois cada um tem o seu sentir, completamente distinto.
      Tenho uma esposa e três filhos, uma cachorra e uma gata, e um espaço amplo , em todos os sentidos, onde cabem muitas coisas, as vezes rios e montanhas, planaltos e até oceanos...
      Nunca tive partidos ou religiões, o que não significa que seja alheio a estes assuntos, aliás a nada, pois faço parte da grande matéria, que é o mundo.
      Tenho uma sede enorme de saber, e a paixão pelas letras e a filosofia conduzem a minha vida , o pensamento é a única coisa realmente livre , e o que nunca se pode dominar ou aprisionar, por isso sonho acordado.
      Quando li "Treblinka" na juventude , que é sobre o famoso campo de concentração nazista, havia uma passagem que gostei muito, e não mais esqueci, referia-se a dois prisioneiros judeus conversando, e um deles queixava-se dizendo que os nazistas lhe haviam roubado tudo, e o outro lhe respondeu que ninguém é capaz de roubar tudo que um homem tem, pois sempre  teria o seu pensamento, que ninguém é capaz de de lhe roubar, e esta é a nossa única coisa  livre, e por essa razão nenhum homem seria escravo de outro completamente.  Se pensarmos a respeito, a razão é o nosso lado divino, o que nos diferencia dos outros seres que foram criados por Deus, e por isso somos imagem e semelhança do criador, porque somos a sua obra maior e mais completa.

           A minha cor é o amarelo, a cor da luz , das margaridas do campo, da paz, e dos meus dois países , Espanha e Brasil. Um que me deu o berço, o sangue, o temperamento, e o outro que me pegou pela mão com amor de mãe.


Última atualização em 26/05/18 20:48