Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Dr Eufrates Euclides da Cunha
São Paulo - São Paulo - Brasil
118 textos (1831 leituras)
1 e-livros (19 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/05/19 10:29)
Dr Eufrates Euclides da Cunha

Textos do autor
Perfil
Meu gênero
Eu sou homem, e gosto de mulher, só que sou muito sensivel (mais que mulher normalmente).
Eu sei...minha cara... é pertubador demais!!! Ou não é...
Vc acha que alguem que usa simbolo templário é uma mulher?!
Tenho uma psicologia de "fogo e ferro" (não é tratar as outras pessoas a ferro a fogo tá) e uma visão geral fora do comum
Sou solteiro e nunca namorei nenhuma


Porque as poesias são de mulher? (a maioria)
2 motivos lógicos; que um bom psicologo perceberia facilmente...
1º Quero deixar as mulheres "afetadas"
2º Razão pessoal (se vc parar pra pensar um pouco, vc adivinha)


Profissão
Sou estudante de universidade (não falo qual, de exatas)
Filósofo armador
Principal frase: "Ser é ser, saber é saber"
Psicologo armador
Principal frase: "Pra saber fazer, tem que sentir e saber o que outro sente"
Escritor/poeta armador
Principal frase: "Escrever é com coração"
Linha de pensamento: extremamente diferente do que vc já ouviu, no livro que escrevo demonstra a minha filosofia


Personagens
Quando eu escrevo no final quem é, se é Physis, Merax, Thyrrach, Jokermask, Sisyhp, não quer dizer que eu sou esses personagens, nenhum deles eu sou. Apenas faço isso pra indentificar que é o personagem, é um homem, ou uma mulher. É justamente em parte pra confundir o leitor sobre o meu gênero, e mais uma propaganda do meu livro, já esses personagens, são do livro. Originalmente escrevi poesias como propaganda do livro, e colocar o link. Mas vi que não dava certo, mas resolvi escrever mesmo assim, porque não? Sei que se eu tiver um status nas poesias, não dará status para o livro.

Improvismo
Sim, todas as minhas poesias, todas mesmo, são improvisadas. Isto é, não passa por uma revisão, isso mesmo, não reviso o conteudo, na verdade, reviso se não está muito pesado, o que eu tive que alterar uma poesia uma vez quer ter uma coisa muito pesada, não de palavrão, mas algo polêmico... e não foi a de terror.
Escrevo em torno de 15min a 20min cada poesia, isso mesmo, só isso. Algumas poucas fiquei perdido, mas sempre de hora desce o santo.
Sim, faço uma revisão ortográfica dos textos, apenas isso só
Sim, assumo o risco que pode ter um trecho sem sentido
Porque faço isso? Por economizar tempo, e como desafio à mim mesmo. Se eu ficasse um tempo em cada poesia, eu admito, e já sei, que sai melhor, mas daria muito trabalho. E se eu estiver mesmo conseguindo escrever bem mesmo improvisando, é um alivio


Livro
O livro, é sim meio improvisado, sim, escrevo 15min cada página (via voz pra texto), mas, como é algo mais definitivo e o que será mais importante eu publicar, não posso escrever e disser que está bom. Pode está, mas por segurança eu reviso.
De fato, quando reviso o livro, a pagina, sai bem melhor do que antes, na verdade, tenho um problema, eu escrevo demais, isto é, uma situação simples eu consigo fazer umas 10pags ou mais!
Sabe o capitulo, "o amor é egoísta"? Era pra ficar maior! +5pags!
Por isso eu preciso saber se estou escrevendo bem, se preciso diminuir. Nunca vi livros do meu tipo, novela e novela de verdade!
Nem sei se teria público
Dá um trabalho do caramba, mais do eu esperava por capítulo, além da revisão, a legenda e as roupas dão e que dão trabalho, fui inventar moda, e me ferrei, mas se é pra melhorar a escrita, que seje. Não vou abrir mão do layout, as cores, a legenda, vc que tem parar de ser fresco e conservador e ler.


Inspiração
Nenhuma (pessoa, livro, filme etc), em apenas em respirar...
Como Clarisse Lispector dizia: "Escrever é uma maldição"

Minha leitura
Não leio livros, eu odeio livros, odeio odeio, em parte o porque, tenho pensamento próprio, por isso, não procuro algo pra me motivar ou ensinar, e por ser um filosofo/a armardor/a. Dá vontade de queimar um livro de Machado de Assis na frente sua...
Respeito sim os outros escritores, mas, eu digo "que escritor/a odeia escritor/a", do mesmo jeito que "filósofo/a odeia filósofo/a", o significado disso é mais profundo e mais inusitado que vc está pensando.
Nunca li um livro por completo, nunca mesmo.
Já sim, cheguei a ler alguns livros, e livros infantis (quando criança). Mas nunca me interessei em livros. E dúvido alguém me mudar de ideia.
Apesar de eu ter dito/a isso, eu tento ler, mas com muita "revolta" 50 tons de cinza, senhor dos anéis. Nunca li nenhum livro clássico.


Última atualização em 24/05/19 10:29