Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre a autora
Ana Luiza Lettiere Correa
Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
21 textos (104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/21 00:30)
Ana Luiza Lettiere Correa

Textos do autor
Perfil
     Nasci no dia 14 de Dezembro de 1981, na cidade de Rio Bonito, interior do Estado do Rio de Janeiro. Desde criança já apreciava ler, desde revistas em quadrinhos e revistas até livros.
     Na escola sempre cultivei a amizade com professores, principalmente com os de Português, Literatura, História e Filosofia (minhas matérias preferidas), recebendo elogios e obtendo boas notas.
     O livro que despertou a minha paixão pelo mundo das letras, e do qual me lembro até hoje foi "A ILHA DO TESOURO" de Robert Louis Balfour Stevenson... Com certeza um grande marco na minha vida. Livro maravilhoso, que recomendo para todas as idades. Depois dele conheci outras obras-primas de grandes mestres da literatura mundial, dos quais me tornei leitora e admiradora: Shakespeare, Stendhal, Dostoiévski, Alexandre Dumas, Machado de Assis, Agatha Christie, Dan Brown, entre muitos outros.
     O primeiro livro que escrevi foi "A MALDIÇÃO DA FAMÍLIA CHRISTIN" para um trabalho de escola. SINOPSE: Família recém chegada a uma cidade é assombrada pelo fantasma de um antigo morador da mansão em que foi morar. Tempos atrás esse antigo morador foi assassinado na mansão, por causa de dívidas de jogo, ele se recusou a entregar um valiosíssimo colar de família como pagamento por suas dívidas e assim morreu com o colar nas mãos, amaldiçoando todos que ali morassem. Com o passar do tempo, o colar foi totalmente esquecido no porão da mansão. A maldição só teve fim quando a família que estava sendo assombrada, consegue achar o colar e libertar o fantasma.
     Sempre conto o final da obra porque entre empréstimos deste livro para conhecidos, ele acabou se perdendo, não fiz cópia e não pretendo reescrevê-lo integralmente, porque mesmo tendo ele ainda bem vivo na memória, o escrevi quando estava na oitava série e de lá pra cá, meu modo de escrever mudou bastante. Posso escrever o mesmo gênero, mas não exatamente igual.
     Guardo belas lembranças deste livro, que além de render-me a nota máxima, ainda me presenteou com muitos elogios de minha professora.
     Concluí o Segundo Grau (Ensino Médio), mas continuo dia a dia estudando como autodidata, acrescentando mais sabedoria à minha vida. O saber é infinito e nossa capacidade de aprender é ilimitada.
     Publico meus textos na internet desde 2009. E em 2011, no 4° Salão Nacional de Artes Plásticas da Liga da Defesa Nacional - Rio de Janeiro, participei escrevendo dois textos (“A Chave de um Segredo” e “Coral Místico”) para poetizar duas telas que minha irmã, Patrícia Lettiere, pintou.
     A alguns anos tive a imensa felicidade de me tornar Membro Acadêmico e Delegada Cultural da Academia Soberana Brasileira de Artes do Estado do Rio de Janeiro (ASBAERJ).
     Em 07 de Setembro de 2013 fui tomada por uma das mais magníficas emoções que alguém que ama as letras pode sentir... Sendo com dois de meus textos, co-autora da obra "Estrelas em Movimento: O Universo da Arte em Poesia. Uma antologia literária.", participei da tarde de autógrafos desse lindo livro na Bienal, no Rio de Janeiro, RJ!
     Além de escrever e navegar na internet, adoro viajar pois acredito que é uma ótima fonte de inspiração.
     Em 2018, no Livro "Mulheres 2", de Kris Rikardsen, publiquei uma participação com um texto.
     Em 2019 foi lançada pela Italiamiga a "Antologia Poética Florilégio - Brasil e Itália – Liame que vem das brumas do tempo", na qual participei com um texto.
     No ano seguinte participei com outro texto na Segunda Antologia Poética Florilégio (da Italiamiga) que também foi o Concurso Literário Isabella Morra.
     Em 2021 publiquei on-line meu livro de romance de época "Leonardo e Meredite".
     Como tenho o costume de falar/escrever, sou uma leitora de espírito nômade, fascinada em contemplar e compartilhar tudo o que me atrai na História após cada um de meus mergulhos nas memórias transmitidas pelas letras e pela arte em geral, essas fontes que são perpétuas testemunhas, criadoras e reveladoras da essência de cada época. Como escritora, vejo as personalidades históricas como minhas vizinhas... E assim, de algumas chego a tornar-me defensora incondicional, além de adotá-las como inspiração para minhas obras... Poucas vezes, porém, divulgo quem está sendo o alvo da homenagem, considerando mais emocionante simplesmente convidar todos a descobrir!


Última atualização em 05/08/21 00:30