Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Prof Vitor
Porto Velho - Rondônia - Brasil
155 textos (20285 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 11:21)

Textos do autor
Perfil
 
Sou radialista, escritor para sonetos, contos, crônicas, pensamentos, frases, temas jurídicos e outros.

Aprecio o estudo de História, Geral e Brasileira; Geografia, Geral e Brasileira.

Sou advogado e professor universitário. Gosto de Ciências Políticas, Direito Internacional Público, Arbitragem Comercial, Filosofia e História do Direito, estas, algumas das 36 disciplinas que já ministrei em Faculdades de Administração, Ciências Contábeis, Direito e Economia; lecionadas em Cursos de Graduação e Pós-Graduação. Trabalhadas no Estado do RS e RO.

Sou um incorrigível apaixonado: por causa disso, já errei muito, partindo do princípio, no qual a grande maioria das pessoas não entende que, “amor e carinho transformam e para melhor”. Mesmo que alguém uma vez me tenha dito; “as pessoas são o que são e não mudam".

 
Mas se é assim, por que vivemos o longo e penoso ciclo de encarnações e reencarnações, na Roda da Vida? Para o aprendizado do nada? Ou disto, contido no Tudo?
 
Além do mais, sou discípulo, entre outros, daquele que hoje é conhecido como o “Mestre Sananda”, e que, há mais de 2.000 anos atrás, veio à Terra, em cumprimento a sua Misericordiosa Missão, como o Amado Mestre JC. Ora, se ele, que veio porque acreditava e praticou a doutrinação, amplamente, mesmo que em grande parte da mesma tenha sido exposta em parábolas porque a humanidade AINDA não estava preparada para sua mais ampla mensagem, se, como introduzi antes, se ele “acreditava e praticou a doutrinação”, e visando mudanças internas no homem, no sentido de que este mesmo homem mudasse, mudasse a Si Mesmo, como poderia eu, um discípulo do Mestre, deixar de acreditar NELE,que O HOMEM PODE MUDAR? Ainda mais após as experiências, em estado alterado de consciência, que vivenciei e ainda vivencio, em humildade contrita, mas, por misericórdia e compaixão do mundo sutil, continuo vivencio?  
 
Nesta linha, não posso, e seria um desrespeito ao que já aprendi, que é muito pouco, mas que me permite dizer o que falo, repito, seria um desrespeito ao aprendido, e digo mais, aos “Mestres, aos Amados Mestres”, do mundo físico e sutil, que tem tido a misericórdia e a compaixão de utilizarem-se de seu “Momentum em LUZ”, para se disporem a me ensinar, do seu aprendizado adquirido, no tempo que as areias do deserto, para a maioria dos humanos deixaram para trás.

“Por outro lado, Aqui, Agora, mudo de tema.
 
Assim, na Terra, em aprendizado na matéria, posso falar agora do que penso e sinto em relação a mulher. 
 
Assim, prefiro, gosto muito da mulher “bonita e gostosa”, por dentro e por fora; por fora e por dentro, mas prefiro a “bela por dentro”, em sua amabilidade, em seu estado de espírito de vibração elevada, em seu em seu COMPANHEIRISMO, em sua CUMPLICIDADE.
 
Naturalmente, esta mulher “é uma agulha no palheiro”, por força da expressão; na realidade, extremamente difícil de ser encontrada. Mas, como eu disse acima, “sou um incorrigível apaixonado”, e contínuo, impávido, a procura da mesma. Dentro destas características desejáveis, permito-me confessar, prefiro a mulher meiga, carinhosa, cúmplice, amiga e que goste de conversar, longamente e seguidamente, acerca dos assuntos do coração e dos “porquês” da vida do homem e da mulher, na Terra e “Além”: em outros Orbes, em outras dimensões paralelas, em mundos interdimensionais, neste Universo Local, neste Sistema Solar, o qual está inserido no multiuniverso, composto por  bilhões de galáxias, com suas Estrelas-Mães, em seus sistemas solares, iguais e muitas muitíssimo mais grandiosas que a nossa Estrela-Mãe, o Sol, as quais, a maioria, contém planetas ao seu redor, e, mesmo, como espanto e medo AINDA para a maioria dos seres humanos vivendo sobre a superfície da Terra, habitados. Eu disse, HABITADOS. E, com vida inteligente, alguns menos, outros iguais e muitíssimo outros mais evoluídos que os “pretensos donos da verdade”,  maioria dos existentes sobre o Orbe terráqueo.

Vivencio a luta pela pesquisa que leve a “Espiritualidade e a Iluminação". Pratico meditação, exercícios físicos, incluindo corridas e caminhadas.
 
Nesta linha de procura do conhecimento e da espiritualidade, acredito que a grande e próxima revolução a ser desvendada pela humanidade, em futuro não muito distante, é aquela que levará o homem a enxergar, conversar, aprender, abertamente, com os espíritos desencarnados e com os extraterrestres que estão, aos milhões, em todo lugar, ao nosso redor, e,  repito, “Além”.

Neste sentido, sei que os há, neste Orbe, os chamados “Jardineiros do Espaço”, nossos criadores, protetores e guias que monitoram nossa evolução cósmica. Os quais, acredito, têm nos auxiliado à evolução, como Pais Amorosos, e tem atuado para que nos preparemos para decodificarmos o nosso chamado “DNA Lixo”, chave para muitos dos muitos e muitos mistérios que envolvem nossa história existencial sobre este Planeta Terra, e mais uma vez, “Além”, antes, agora, e, será depois.

Minha alimentação é formada de muitos sucos, frutas, verduras, passas diversas, cereais, mel, pólen, guaraná em pó, maca peruana, ginseng coreano, chia, granola, seiva de jatobá, “sangue de dragão” (os dois últimos eu os obtive na Amazônia, quando lá vivi muitos anos), copaíba, andiroba, e outros. Eu me alimento de muito pouca carne animal vermelha, e, ainda, à minha mesa há mais carne branca e o peixe. Tomo muito, muito pouca cerveja, somente no verão, e sou "advogado contumaz" do vinho tinto seco e do champanhe: o primeiro em grande parte em face de suas virtudes para a manutenção da saúde, e a última, em algumas ocasiões especiais. Todos estes, de forma moderada.

Nisto tudo e que é pouco, comungo do pensamento do “Amado Mestre Budha”, o qual defende a caminhada “pela vereda do equilíbrio, o chamado Caminho do Meio”.

Sou livre o suficiente para entender bem pouco mas para dizer que a vida, de fato, “começa onde acabam os medos”, e como tal, digo o que penso, com respeito a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a mim mesmo, mas, sem abrir mão de meus princípios de franqueza, honestidade, retidão, compaixão, misericórdia e justiça amorosa.

__ Eu sou, E QUERO SER,  "day by day" (dia após dia), SEMPRE, “ouvidos.  .  .  “.

 
Aqueles que talvez achem que este perfil é muito “light”, quiçá muito" “pacificador” e “distante da realidade vigente sobre a superfície daquele Planeta  que também é  conhecido como  “Gaia”, entre os esoteristas, e Terra, para a maioria de nós, e que, este perfil não seria prático para o mundo de hoje”, e sim, deveríamos ser mais agressivos, mais imperiais e coisa que o valha, informo: o mundo hoje, ampla e profundamente, não precisa mais de gente famosa, competitiva e encrenqueira; os mais sensatos sabem que o mundo náo precisa de tantas e tantas postagens no Facebook e outros sites das chamadas “Redes Sociais”, onde as pessoas colocam de tudo, abrindo caminho do que são, fazem e onde estão, para todos os tipos de pessoas, o que é perigoso, O planeta, táo vilipendiado, os seres humanos tão levados ao longo dos séculos, ao “matadouro”, assim, não precisa mais de guerreiros.
 
Este tipo de gente existe e já é demais. Precisamos, desesperadamente, em nome da Paz e da Verdadeira Evolução,  e, para a Libertação do homem do “Mundo de Sansara”, de pacificadores, ouvintes e pessoas que saibam agir com "02 olhos, 02 ouvidos, 02 narinas e 01 boca. Porque o que se vê por aí, é “muita gente que, infelizmente, acha que pode viver  agindo com mil bocas”, e não possui, “na realidade”, os demais sentidos humanos; incluindo a ferramenta fantástica da “intuição”.

Não acredito na consciência que precisa de um cérebro biológico para existir. Defendo que esta existe antes, durante e depois da existência do corpo físico, biológico, humano, encarnado.

Estamos embarcando a bordo da maior reviravolta da história da humanidade e deste “Universo Local de Nebadon”. À abertura das mentes e corações humanas,  preparadas, para o contato com o “mundo lá fora”, e, principalmente, com o mundo, EM SI, em Sua Alma, Morada do Espírito Secular, Uno com o Grande Arquiteto do Universo, inserido na natureza do multiuniverso existencial e cósmico, citado acima.

 
Portanto, precisamos nos preparar, em limpeza de pensamentos e sentimentos. Em atitudes condizentes com o que pensamos e sentimos. Em doação a Deus, Pai Maior, o Grande Arquiteto do Universo _ G.A.D.U., e ao próximo, como a SI MESMO.
 
Porque nosso dia a dia é, ou deve ser, uma semeadura da Luz Divina que recebemos do Cosmos, de Deus. Esta que, entra em nosso ser através do “Chakra Coronário”, no topo da cabeça,  e, aloja-se em nossa “Chama Trina”, sutil, a qual está lá, alojada em nosso “Santo Ser Crístico”, junto ao coração físico, para ser despertada e começarmos a emanar, conscientemente, desta mesma Luz, em retribuição ao “Recebido do Alto”.
 
Isto, para futura colheita do semeado, no seu devido tempo, conforme nosso “Momentum”.

Neste sentido e para encerrar, repito:

__ Eu sou, E QUERO SER,  "day by day" (dia após dia), SEMPRE, “ouvidos.  .  .  “.
 
Haja Luz, Moral e Ética; o Caminho, a Verdade e a Vida, Plenos. Pela busca permanente da Conexão com o Grande Arquiteto do Universo _ G.A.D.U.: DEUS; DEUS EM SI MESMO.

 
Com minhas homenagens aos meus leitores de ontem, hoje e do amanha, SEMPRE.

NAMASTE.
SHALOM.

Contato: pelo facebook, “Vitor Hugo Silva – Doutorando, ou pelo
E-mail:  vhbbrasil3111@gmail.com

 
 


Última atualização em 20/11/19 11:21