Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Celiomar Cardoso de Oliveira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
61 textos (2783 leituras)
1 e-livros (112 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/21 08:25)
Celiomar Cardoso de Oliveira

Textos do autor
Perfil
     
     Celiomar Cardoso de Oliveira, is a Carioca borned in the suburban neighborhood of Leopoldina, Parada de Lucas - RJ. Teacher; graduated in Letters from Universidade Estácio de Sá, in the city of Rio de Janeiro. He is proud to be a member of the Cultural Union Movement, occupying the position of Regional Cultural Counselor in the city of Rio de Janeiro. And, of being also member of the SPJ (Society of the Poets Jandaienses) of the State of Paraná - BR, since the year of 2007. Writer and poet; his work has a published novel: "The Prince of Lucas", as well as chronicles, phrases, short stories and numerous poems.

     Celiomar Cardoso de Oliveira, é carioca nascido no suburbano bairro da Leopoldina, Parada de Lucas - RJ. Professor; formado em Letras pela Universidade Estácio de Sá da Cidade do Rio de Janeiro. Tem orgulho em ser membro do Movimento União Cultural, ocupando o cargo de Conselheiro Cultural Regional na cidade do Rio de Janeiro. E, de ser também membro da SPJ (Sociedade dos poetas Jandaienses) do Estado do Paraná, desde o ano de 2007. Escritor e poeta; sua obra conta com um romance publicado: "O príncipe de Lucas", como também de crônicas, frases, contos e inúmeras poesias. 

     Como todo menino do subúrbio do Rio de Janeiro, na transição da década de sessenta para setenta, o autor teve a felicidade de crescer num bairro onde as pessoas não estavam tão preocupadas com a questão da violência. Com esta preocupação a menos em suas mentes, os pais permitiam que suas crianças brincassem livremente com seus amiguinhos nas ruas dos bairros e nas comunidades carentes. No decorrer dos anos este cenário foi mudando e, as crianças, como parte mais afetada nesta mudança de comportamento da nossa sociedade, já não desfrutavam da mesma liberdade. Os pais passaram a temer que suas crianças se tornassem alvos das 'balas perdidas', raptadas ou que se tornassem vítimas do aliciamento do tráfico de drogas. Por fim, o medo se instalara não apenas nos bairros humildes, mas, por toda a cidade. Assim, todas estas emoções e contrastes proporcionados pela mutação da nossa sociedade, enquanto o nosso escritor crescia, foram sendo imprimidas em sua juvenil memória. A grande Irajá e toda a Leopoldina haviam se tornado fonte de repetidas notícias de violência, fazendo com que gradualmente fossem apagadas das memórias dos seus moradores a bela contribuição cultural legada ao Estado do Rio de Janeiro.
      Foi justamente a preocupação em resgatar a autoestima dos moradores desta grande e culturalmente importante região na cidade carioca, que levou o autor a escrever o seu primeiro romance “o príncipe de Lucas - dos tupis aos sovietes”.


Última atualização em 23/01/21 08:25