Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre a autora
Rosimeire Leal da Motta Piredda
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 49 anos
78 textos (2107 leituras)
2 e-livros (23 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/18 21:26)
Rosimeire Leal da Motta Piredda

Textos do autor
Perfil
Nasci e resido no município de Vila Velha, no Estado do Espírito Santo, em 16 de abril de 1969. Sou, por formação, professora e Técnica em Contabilidade..

Sou criativa e sempre tenho muitas idéias. Gosto de pesquisar, descobrir e analisar. Além da literatura aprecio a História e a Arqueologia. Deus está em primeiro lugar na minha vida. Sinto uma paixão especial pelo idioma espanhol, museus de arqueologia e exposição de quadros. Os traços marcantes da minha personalidade são a timidez e o romantismo.

Comecei a escrever aos 15 anos, seguindo o exemplo da minha mãe, que usava a escrita como uma maneira de expressar seus problemas pessoais. A outra influência foi a leitura, pois por ser tímida, passei a maior parte da minha adolescência lendo.

Meu primeiro trabalho literário foi "MEU IDEAL DE POESIA" (prosa), escrito aos 15 anos.

Desenvolvo o estilo Simbolismo, onde a vida interior é revelada por meio de símbolos. Existe a postura romântica, centralizada no "eu", explorando as camadas mais profundas do subconsciente e inconsciente... interioridade... poesias endereçadas à emoção... romantismo... idéias envoltas em sombra, em névoa... Na verdade, não sei explicar como adquiri este estilo, possivelmente deve ter sido porque sempre fui tímida e tinha vergonha de falar sobre mim de maneira clara e então inconscientemente, usava objetos materiais e abstratos para representar o que sinto. A Inspiração não tem hora para chegar; quando estou triste os textos brotam com maior facilidade, mas me encanta olhar uma foto, imagem ou desenho fixamente, analisando o que vejo, o que está me transmitindo e os sentimentos ocultos.

Para mim, ler é entrar em contato com novas idéias, novas pessoas, novos mundos e ajuda a ampliar os conhecimentos e o senso de lógica. E de muito ler livros é que nasceu em mim o gosto pela escrita.

O mais gratificante na arte de escrever é poder espalhar nossos pensamentos ao mundo, transmitindo uma parte de nós aos demais; sim, porque aquilo que uma pessoa escreve revela muito sobre si mesmo. É gratificante quando escrevo um texto e observo que ali está muito de mim, foi uma parte da minha individualidade que doei aos demais.

Eu sinto a poesia como se fosse um pedaço da alma, um ser vivo que transmite um sentimento. Ler uma poesia é como abrir um frasco de perfume e aspirar seu aroma... A fragrância é totalmente absorvida por nosso íntimo. Penso que a realização do poeta se faz na alma, pois ele já nasce com este dom, ou seja, não há como participar de um curso para se tornar um profissional da poesia... Ele poderá se inscrever num curso para aperfeiçoar a escrita com base na gramática e somente isto. Ser poeta é um dom que a pessoa tem, que a torna capaz de transformar letras em sentimento.

LIVROS PUBLICADOS:
- "Voz da Alma" - Editora CBJE - RJ - Novembro/ 2005 - Poesia e Prosa.
- "Eu Poético" - Editora CBJE - RJ - Setembro/ 2007 - Poesia e Prosa.
- "O Cair da Tarde" - Editora CBJE - RJ - Julho/2012 -  Poesia e Prosa. 

PÁGINA PESSOAL:
http://www.rosimeiremotta.com.br/

* Membro Correspondente da Academia de Letras de Teofilo Otoni (MG).


Última atualização em 18/07/18 21:26