Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Schulz, Alfred. [Nazi]

[*] As lembranças que Adolf deixou como legado para a Humanidade são das piores para todos os que amam a vida.
Relembra-las não é bom, esquecê-las será ainda pior.

Em maio de 1939 o médico psiquiatra Dr.Schulz, assumia a direção do Sanatório de Grosschweidnitz na Saxônia.
O controle que já era rígido, por parte da política higienista, acabou incluindo o hospital no Programa T4, dois anos depois. A instituição de saúde com mais de mil leitos viveu triste rotina da seleção, deportação e assassinatos de pacientes.
Ápartir do segundo semestre de 1943, conforme confissão do Dr Arthur Mittag interrogado pelos russos em 1946,com a transferência da Seção Especial Infantil de Leipzig-Dösen para ali, 300 crianças foram executadas até fim da guerra.
Entre os adultos o número de vítimas pode ser superior.
Schulz foi detido pela polícia em 1945 e aprisionado pelos russos que no ano seguinte instauraram inquéritos para averiguar denuncias de execuções em massa de pacientes e prisioneiros, Schulz foi julgado pelo Tribunal de Dresden, Processos, Arnsdorf, Leipzig, Grosschweidnitz e Sonnestein.
Enquadrado em artigos de crimes contra a humanidade, seu defensor não teve argumentos que pudesse livrar ou atenuar a sentença contra seu cliente.
No dia 27 de setembro de 1947, o juiz leu a sentença de pena capital contra o réu.
Diante da expectativa terrível de sua expiação, Schulz suicidou em sua cela.
Alfred Schulz nasceu em Dresden no dia 13 de setembro de 1890.
Era membro do NSDAP e das SS e foi um dos médicos especialistas do Programa T4.
Morreu em 1947.
Barbosa de Freitas
Enviado por Barbosa de Freitas em 10/09/2012
Reeditado em 10/09/2012
Código do texto: T3874621
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Barbosa de Freitas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
269 textos (17611 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/18 19:39)