Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SIMÃO PEDRO

SIMÃO PEDRO


Um homem simples vivido na época de Jesus Cristo tornou-se o discípulo mais querido e amado do Mestre e Senhor Jesus Cristo. Sua profissão era pescador. Nascido em Betsaida, casado, fixou residência na cidade de Cafarnaum. Jesus começou a profetizar aos 30 anos. Um trabalho árduo teria pela frente. Conscientizar o povo da cidade de Jerusalém e vizinhanças que o Messias tão aguardado já estava encarnado no orbe terrestre, a despeito de muitos incrédulos da religião judaica. Jesus nessa redentora atribuição celestial fez verdadeira peregrinação à procura de homens de boa índole. Essas criaturas escolhidas por Cristo seriam seus discípulos amados cujos atributos teriam a nobre missão de ajuda na pregação da Boa Nova. Repassar os ensinamentos, as palavras do Pai Maior, percorrer grandes distâncias, ensinando o amor e o perdão, visto que os habitantes da Terra naquela época, não possuíam uma formação moral e espiritual elevada. Percorrer longos caminhos, dar um enlevo maior à prática do bem em detrimento do mal.
Uma especial atenção aos fracos, oprimidos e estropiados, ensiná-los como conviver em harmonia e paz com seus irmãos. Jesus manteve contato com Simão Barjonas, irmão de André dizendo-lhe: a partir de agora não sereis mais pescador de peixes, mas de homens. Os discípulos foram se somando, mas um fato chamava à atenção. A popularidade e semelhança dos nomes na época. Não existia sobrenome, as pessoas eram conhecidas pelo nome inicial precedido da cidade onde nasceram. Exemplo: Maria de Magdala, Jesus de Nazaré, Jesus de Barrabás. Jesus tinha outro discípulo de nome Simão, conhecido como zelote - para não haver conflitos de interpretações no sublime trabalho de seu ministério, Jesus trocou o nome Simão Barjonas por Cefas/Kephas - Pedro que significa "Pedra" ou “Rocha”. Simples pescador, vivia às margens do Tiberíades, seu barco parecia soçobrar ante o vendaval tão comum naquela região.
Em conseqüência dos fortes ventos, os peixes começavam a se tornar raros, tornando calamitosa a situação econômica de Pedro. Foi então que Jesus surgiu aos pescadores com sua figura angelical de olhar penetrante atraindo a atenção de todos que acompanhavam Pedro Barjonas.  Jesus indagou a todos o que estava acontecendo? O tempo, a ressaca do mar afugentou os peixes Senhor. Jesus num gesto de carinho tocou a face macerada de Pedro pelo sofrimento e trabalho árduo, dizendo-lhe: Tu, Simão, és pedra. Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Jesus evangeliza a multidão no litoral, e dava ordens para Pedro lançar a rede ao mar. Muitos peixes foram pescados causando certo frisson entre os pescadores. Esse episódio ficou conhecido como a pesca milagrosa. O poder do Mestre fez com que Pedro ficasse sustém sobre as ondas. Jesus e seus discípulos cumpriram suas missões. Através da inveja e da crudelidade humana Jesus cristo foi crucificado, pois com rei era um perigo iminente aos poderosos. Cada discípulo teve seu destino, Simão Pedro após a sua morte por crucificação em Roma de cabeça para baixo, por pedido seu, visto que não poderia ser crucificado da mesma maneira que seu Mestre amado, pois o havia negado por três vezes, volta à pátria espiritual.
O Espírito resoluto de Pedro passa por diversas incursões reencarnatórias. Nas Gálias segundo manifestação do Espírito Zéfiro protetor de Denizard Rivail, eles estiveram encarnados. Rivail era um sacerdote druida conhecido pelo nome de Allan Kardec. Pela reencarnação volta a terra preparando-se para o porvir. Nas terras da Boêmia em ambiente perturbador volta como João Huss, morto pela fogueira da “santa inquisição”. Regressa novamente à pátria espiritual com intuito de esperar as falanges do Consolador, e dar testemunho da suprema mensagem cristã. O mundo estava passando por momentos difíceis, um momento trevoso. Então Jesus chama Simão Pedro e avisa-o que iria voltar a Terra novamente. Era uma assembléia de luz que preparava o orbe para uma nova evolução. Abraçado firmemente a Pedro, Jesus o conduz ao aconchego de um útero materno, e, nove meses depois, renasce na França e o mundo recebe em seu regaço, Hippolyte Leon Denizard Rivail, que a posteriori codificaria a Doutrina espírita, auxiliado por uma plêiade de mais de mil Espíritos Superiores, inclusive o Espírito da Verdade. João Evangelista cita no Novo Testamento (NT).
O dom do Espírito e a morada do Pai e do Filho. “Se me amais, observareis os meus mandamentos, e eu pedirei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, que ficará para sempre convosco: o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de conceber, porque não o vê, nem o conhece”. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e está em vós. Não vos deixarei órfãos: eu voltarei a vós. Ainda um pouco de tempo e o mundo não mais me verá; mas vós me vereis, porque eu vivo, e vós vivereis. Naquele dia sabereis que estou no meu Pai, e vós em mim, e eu em vós. Quem acolhe e observa meus mandamentos, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele. (João XIV: 15; 21). A Terceira Revelação da Lei de Deus estava solidificada sobre a pedra do alicerce Kardeciano, nesse momento augusto é erguido a Universal igreja de Jesus, sob a égide do Espiritismo.
Ressalte-se que esse acontecimento foi repassado pelo espírito Estevão, que contou com a psicografia do médium Robson Pinheiro. “A Saga daqueles que tiveram suas vidas transformadas pelo encontro com Jesus, contadas por quem viveu na Judéia dos tempos do Mestre”. O Espírito Estevão revela detalhes de diversas histórias do Evangelho, narrando antes, o depois e o que mais o texto bíblico omitiu a respeito da vida de personagens que cruzaram os caminhos do Rabi da Galiléia. (Mulheres do Evangelho - Robson Pinheiro), Denizard Rivail adotou o pseudônimo de Allan Kardec a conselho de Zéfiro seu espírito Protetor.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E ACADÊMICO DA ALOMERCE.



Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 22/04/2007
Código do texto: T459323
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2277 textos (994457 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 12:59)
Paivinhajornalista