Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ELOGIOS DA FEIÚRA...

  
Eu vivo  à procura
  da beleza,
  a inventar
  maravilha, 
  para enfeitar minha
  feiúra...
  Sou tão praticamente
  feio, que me sinto
  totalmente belo,
  praticando poesia...!

  Na minha magnífica feiúra
  encontra-se algo que encana,
  que arrebata o coração
  de quem me aceita... de quem
  assim não me pensa... !

  Até agradeço
  à minha feiúra por
  tanta beleza poética...!

  Se eu fosse só beleza,
  não poderia melhorar-me...
  Nesse mundo imperfeito,
  feiúra tem sua virtude:
  Poder amar e exaltar
  a beleza pura...!

  Se fosse belo,
  viveria infeliz ao
  comparar-me com
  a beleza...
  Sempre me acharia defeitos,
  bem como pretextos
  para sofrer...
  Teria o tédio cruel
  do desprezo:
  Dos mais feios que eu,
  a inveja...
  Dos mas belos,
  o escárnio...

  Sou tão tragicamente feio,
  que poeticamente me tornei
 "belo" artístico...!

 
Alkas
Enviado por Alkas em 24/10/2016
Reeditado em 28/10/2016
Código do texto: T5801571
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alkas
João Pessoa - Paraíba - Brasil
5469 textos (371380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 18:23)
Alkas