Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU DIÁRIO SECRETO capítulo X

A vida seguiu seu curso e eu fui crescendo, fui semeada em terreno pedregoso, mas minha semente irrompeu consegui desabrochar.
Quando completei nove anos a mocidade veio me visitar, parecia que o destino queria me forçar a amadurecer mais rápido.
Foi nesse dia que definitivamente senti falta de uma mãe, devido ao momento sensível e mágico da existência humana. Eu tive o auxílio da minha madrinha, minhas tias e da mim avó, me desculpem, pois não era a mesma coisa.
A complexidade me perceguia, ainda me sentia muito inferior aos outros, mas seguindo na escola da vida, aprendendo a ser ou estar e no meu caso eis a questão. Eu me isolava, gostava muito de estar só e tendo a solidão como companhia, sentia muito medo das coisas e das pessoas, ao mesmo tempo que queria me esconder, ansiava em me expor.
Meu primeiro emprego foi aos doze anos de idade, no qual eu estudava de manhã e a tarde ia trabalhar na casa de uma senhora, eu gostava muito da ideia de ganhar um dinheirinho, poder comprar minhas coisas e tal, mas pensa numa pessoa que entrava em qualquer lugar que fosse mil vezes muda e saia dez mil vezes calada, então foi muito difícil estender minhas relações, ao ponto que eu até queria ardentemente me comunicar, porém não encontrava uma fórmula, um jeito disso acontecer. Mas sem dúvidas hoje reconheço que começar a trabalhar precocemente me fez ter horários e responsabilidades, e me ajudou a compor minha formação. E por fim agradeço a paciência que tiveram comigo, e reconheço que não é fácil lidar com uma pessoa assim quieta ao extremo, hoje compreendo que é preciso falar, é preciso dizer o que se pensa, se gosta ou se não gosta, aceitar tudo torna-se um vício irreparável, aprender a dizer não é também o respeito que precisei ter comigo mesma.

Se no azul do céu
tivesse um papel,
desenharia um véu
em formato de amor,
para cobrir de cor
extrair toda dor,
e para no mesmo céu
uma nova história compor.



Patrícia Onofre
Enviado por Patrícia Onofre em 07/08/2018
Reeditado em 13/09/2018
Código do texto: T6412541
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Patrícia Onofre
São Lourenço - Minas Gerais - Brasil
62 textos (2371 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/18 05:28)
Patrícia Onofre