Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEME EM BRAGANÇA PAULISTA, VIERAM DE MOGI GUAÇU/TAUBATÉ

Capitão Antonio Leme da Silva
Nascimento: 1750
Origem: Mogi Guaçu, SP

Nasceu em 1750 em Mogi Guaçu, SP.
Foi o quinto dentre os dez filhos de SEBASTIÃO LEME DA SILVA e de sua segunda esposa JOSEFA LEME DA SILVA.
 

CENSO DE MOGI GUAÇU, 1765 (ANTONIO COM 15 ANOS DE IDADE)
            SEBBAM LEME DA SA de 60 ann, valem seus bens ............................... 255$700
Mer      JOSEFA DA SA de 50 ann
Fos       ANTO de 15 ann,   FRCO de 13 ann,   SEBBAM de 9 ann,   JOÃO de 8
Fas        CATHERINA de 19,   BARBARA de 16,   ANNA de 7,   THEREZA de 5 ann
Netto  ALEIXO de 3 anno
 
 
Em 1774, logo após a morte de seu pai, mudou-se para a freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Jaguari.
Foi "cidadão de prestígio e respeito" em Jaguari.
Em 1798, a freguesia de Jaguari foi elevada a vila com o nome de Nova Bragança (atual Bragança Paulista), e Antonio foi eleito para os cargos de primeiro juiz ordinário e juiz de órfãos da vila.
 
Casou-se em 2 de Outubro de 1776, em Bragança Paulista, SP, com Anna Esméria da Assumpção, nascida em Mogi das Cruzes, filha de João Francisco de Oliveira e de Ignácia Constantina de Jesus.
 

Aos dous dias do mez de Outubro de mil e sette centos e settenta e seis annos, nesta Igreja Matriz de Nossa senhora da Concepção de Jaguary, pellas onze horas da manha, dadas as tres canonicas denunciaçoins na forma do Sagr. Concil. Trident., e por Provisao do Mto Rdo Snr Doutor Vigario Geral Gaspar de Sousa leal, Juiz dos Casamentos, se receberão por palavras de presente, ANTONIO LEME DO PRADO, natural de Mogi Guaçu, filho legitimo de SEBASTIAM LEMME DA SILVA e de sua molher JOSEPHA DA SILVA, aquelle natural da villa de Taubaté, e esta do Arraial do Ouro Branco, Minas Gerais, netto pello paterno de PASCHOAL GIL DE SIQUEIRA e de sua molher MARIA BICUDA, todos da dita villa de Taubathé, e pella materna netto de Andre Fernandes do Prado e de sua molher Lucrecia Leme, digo, netto pela materna do Capitam ALEXO LEME DA SILVA e de ESCHOLASTICA BORGES DO PRADO, naturaes da villa de Mogy das Cruzes; com Anna Exmeria da Assumçam, natural da villa de Mogy das Cruzes, filha legitima de João Francisco da Silveyra e de sua molher, Ignacia Constantina de Jesus, aquelle natural de Mogi Guaçu, e esta da villa de Mogi das Cruzes, netta pella paterna de Raphael Francisco e de Maria da Silveyra, aquelle natural de Portugal, cujo lugar me não souberão dizer, e esta da villa de Taubathé, e pella materna netta de Braz Francisco ramalho e de sua molher Luzia Pedrosa das Neves, aquelle natural da Cidade do Porto, e esta da villa de Mogy das Cruzes, com minha presença e das testemunhas, o capitam José Leme da Silva, viúvo, e o Alferes Antonio Barreto Cardoso, e de outras pessoas que prezente se achavão, pessoas de mim reconhecidas; e logo lhes dei as bençoins na forma do Ritual Romano, de que fiz [...] em que me assignei com as sobreditas testas.
 
Após a morte de Anna, Antonio casou-se pela segunda vez, em 21 de Maio de 1797, em Mogi das Cruzes, SP, com ROSA MARIA DE SÃO JOSÉ, filha de JOSÉ DE SOUSA PINTO e de ANNA DA CUNHA CARDOSO.
 

Aos vinte hum de Mayo de mil sette centos e noventa e sette, nesta matris de Mojy das Cruzes, de onde a contrahente he natural e fregueza, feitas as denunciaçoins na forma do Sagrado Concilio de Trento e Constituiçoins do Bispado, sem se descubrir impedimento algum, com despacho do Reverendissimo Senhor Doutor Adjuvante Governador do Bispado, Paulo de Souza Rocha, in facie Ecclesis, em minha presença e das testemunhas, o Alferes Angelo Leite de Siqueira, casado, e o Alferes Manuel da Cunha Machado solteiro, pelas oito horas da manhan, com palavras de prezente, se receberão em matrimonio ANTONIO LEME DA SILVA, fregues de Jaguary, viuvo que ficou de Anna Esmeria, e ROSA MARIA DE SÃO JOSE, filha legitima de JOSE DE SOUZA PINTO e de ANNA DA CUNHA, E logo lhes dei as bençaons nupciaes.
 
Antonio faleceu em 1827, em Bragança Paulista.
Foi pai de nove filhos e sete filhas:
[do primeiro casamento:]
1.1. Alferes MANOEL JOAQUIM LEME DA SILVA, nascido em Bragança Paulista, em 1778. Casou-se em 1802, em Bragança Paulista, com Maria Gertrudes Cardoso, filha de José Preto Cardoso e de Margarida Maria da Siqueira. Após a morte de Maria Gertrudes, Manoel casou-se pela segunda vez, em 1814, em Bragança Paulista, com Gertrudes Maria da Anunciação, filha de Alexandre de Sousa Brito e de Gertrudes Maria da Assumpção. Manoel faleceu em 1842, em Amparo, SP.
 
 
Manoel "teve as rédeas do governo" em Bragança Paulista.
Em 1800 e em 1806, foi eleito vereador em Bragança Paulista.
Em 1814, exerceu o cargo de Juiz Ordinário em Bragança Paulista.
Morou no sítio do Campo Novo, em Bragança Paulista até 1828.
Mudou-se ao Amparo, onde faleceu.
 
1.2. MARIA ANTONIA, nascida em 1782, em Bragança Paulista. Casou-se em 1798, em Bragança Paulista, com Joaquim de Sousa de Moraes Sardinha, filho de Ignácio de Sousa de Moraes e de Ângela Vieira Sardinha. Maria Antonia faleceu após 1872, em Pirassununga, SP.
 
 
Em 1830, Joaquim foi Juiz de Órfãos em Bragança Paulista.
Moraram muitos anos em Bragança, e, pouco depois de 1830, mudaram-se com a família para Pirassununga, SP.
 
1.3. ANNA ROSA DE ASSUMPÇÃO, nascida em 1786, em Bragança Paulista. Casou-se em 1801, em Bragança Paulista, com o Alferes Francisco de Oliveira Preto, filho de Manoel de Oliveira Preto e de Joanna de Lima.
1.4. JOSÉ JOAQUIM LEME DA SILVA, nascido em 1787, em Bragança Paulista. Casou-se em 1810, em Bragança Paulista, com Anna Bueno de Oliveira, filha de Lourenço Franco de Oliveira e de Manoela Maria Bueno.
 
 
Em 1828, morava na capela do Rosário, em Mogi Mirim.
Foi um dos fundadores da vila de Pirassununga, SP, onde, em 1823, doou o terreno para a construção da estátua do Senhor Bom Jesus.
 
1.5. F... . Faleceu na infância.
1.6. F... . Faleceu na infância.
[do segundo casamento:]
1.7. Capitão ANTONIO JOAQUIM LEME, nascido em Bragança Paulista. Casou-se com ANNA MICHAELA ALBERTIM LANOYA, filha de JOÃO NEPOMUCENO DE ALMEIDA e deF... ALBERTIM LANOYA. Antonio faleceu em 1852, em Bragança.
1.8. Capitão JOAQUIM MARIANO LEME DA SILVA, nascido em 1801, em Bragança Paulista. Casou-se em 1821, em Mogi das Cruzes, com sua prima Antonia Maria de Jesus, filha do Alferes Salvador Pinto Barbosa e de Feliciana Leite de Sousa [citados em 1.13.]. Após a morte de Antonia, Joaquim casou-se pela segunda vez, com Leocádia da Cunha, filha do Sargento-mor Francisco da Cunha Ramos e de sua segunda esposa, Maria Matilde de Mello [citados em 1.14.]. Após a morte de Joaquim, Leocádia casou-se pela segunda vez, com José Maria Ferraz de Camargo. Leocádia faleceu após 1902.
1.9. Coronel JACINTO OSÓRIO DE LOCIO E SILVA, nascido em 1801 em Atibaia. Casou-se em São Paulo (na igreja de Santa Ifigênia) com Mafalda. Após a morte de Mafalda, Jacinto casou-se pela segunda vez, em Itapecerica, SP, com Anna Justina de Moraes e Silva, filha do Capitão Manoel José de Moraes e de Anna Rosa de Moraes. Jacinto faleceu em 1871, e Anna em 1884, ambos em Bragança Paulista.
 
 
Foi fazendeiro e capitalista em Bragança Paulista, e um dos chefes do antigo partido liberal da cidade.
Em 1826, exerceu o cargo de Procurador em Bragança Paulista.
Foi vereador em Bragança Paulista nos períodos de 1825, 1837 - 1840, 1845 - 1848, 1849, 1852, 1853 - 1856, 1857 - 1860 (presidente da Câmara) e 1865 - 1868 (presidente da Câmara)
 
Jacinto foi pai de:
[do primeiro casamento:]
2.1. ANTONIO AVELINO DE LOCIO E SILVA, casado com sua prima-irmã, MARIA LEOPOLDINA LEME, filha do ALFERES JOSÉ MARIANO DE SOUSA e de sua segunda esposa, MARIA ROSA DA SILVA LEME. Após a morte de Antonio, Maria Leopoldina casou-se pela segunda vez, com Dionísio Francisco Leite (viúvo de Maria Balbina Pacheco, filha do Tenente Antonio Rodrigues de Almeida Leite e de Maria Umbelina Pacheco da Silva), filho do Capitão Antonio de Pádua Leite e de Bernardina Franco da Silveira. Maria Leopoldina faleceu em 15 de Março de 1906, em Bragança Paulista.
[do segundo casamento:]
2.2. JACINTO OSÓRIO DE LOCIO E SILVA, nascido em 22 de Setembro de 1852, em Bragança Paulista. Casou-se em 1876, em Bragança Paulista com sua prima, BASILISSA CAROLINA DE LOCIO E SILVA, filha do CORONEL LUÍS MANOEL DA SILVA LEME e de sua segunda esposa, CAROLINA EUFRÁSIA DE MORAES. Após a morte de Basilissa, Jacinto casou-se pela segunda vez, em 22 de Setembro de 1919, em Bragança Paulista, com Luzia da Silva, nascida em 1896, em São Manoel, SP, filha de Joaquim Antonio da Silva e de Antonia Dantas da Silva. Foram pais de:
3.1. [Filhos que morreram na infância]
1.10. CORONEL LUÍS MANOEL DA SILVA LEME, nascido em 15 de Fevereiro de 1804 em Bragança Paulista. Casou-se em 12 de Abril de 1831, em Bragança Paulista, com Constança Lima da Cunha, filha do Sargento-mor Francisco da Cunha Ramos e de Maria Matilde de Mello. Sem filhos deste casamento. Após a morte de Constança, Luís casou-se pela segunda vez, em 10 de Maio de 1845, em Bragança Paulista, comCAROLINA EUFRÁSIA DE MORAES, filha do CAPITÃO LUÍS GONZAGA DE MORAES e de GERTRUDES THERESA DA SILVEIRA. Luís Manoel faleceu em 24 de Fevereiro de 1884, em Bragança Paulista.
1.11. Coronel FRANCISCO EMÍLIO DA SILVA LEME, nascido em 1805 em Bragança Paulista. Casou-se com Policena. Após a morte de Policena, Francisco casou-se pela segunda vez, com Maria Gertrudes da Silva Leme. Francisco faleceu em 1885, e Maria Gertrudes após 1905, em São Paulo. Sem filhos.
 
 
Francisco iniciou seus estudos de latim em Atibaia. Completou seus estudos preparatórios em São Paulo.
Retornando a Bragança Paulista, dedicou-se à advocacia por muitos anos, fazendo brilhante carreira.
Mais tarde, recebeu o Cartório de Órfãos de Bragança Paulista, cargo que ocupou até avançada idade.
Participou ativamente da política local, sendo um dos chefes do Partido Liberal.
Foi deputado provincial no período de 1862 - 1863 e 1868 - 1869, prestando "relevantes serviços que não estão esquecidos na memória dos velhos que o tiveram como companheiro de lutas".
Já idoso, dedicou-se à fundação da estrada de ferro bragantina, a qual inaugurou antes de morrer.
Sem filhos, deixou o melhor sítio com cafezais a seus libertos, e o resto de seus bens a seus parentes.
 
1.12. MARIA ROSA DA SILVA LEME, nascida em Bragança Paulista. Casou-se com seu primo, JOSÉ MARIANO DE SOUSA, filho do CAPITÃO JOÃO BAPTISTA FERREIRA ALVES e de ROSA MARIA DE SOUSA. José Mariano faleceu em 1841 em Bragança Paulista, e Maria Rosa casou-se pela segunda vez, com o Coronel José Álvares da Cruz, natural da Bahia. Maria Rosa faleceu em 1866.
1.13. ANTONIA MARIA DA SILVA LEME, nascida em Bragança Paulista. Casou-se com Joaquim de Pontes. Após a morte de Joaquim, Antonia casou-se pela segunda vez, em 1829, em Bragança Paulista, com seu primo, Manoel Pinto Barbosa, filho do Alferes Salvador Pinto Barbosa e de Feliciana Leite de Sousa [citados em 1.8.]. Após a morte de Manoel, Antonia casou-se pela terceira vez, com o Alferes José Mariano de Camargo Pimentel, filho de Manoel de Camargo Neves e de Maria Joaquina de Moraes. Após a morte de Antonia, José Mariano casou-se pela segunda vez, com Anna (sobrinha de sua esposa), filha do Major BERALDO INOCÊNCIO DE ALMEIDA LEME e de sua primeira esposa, Lúcia Leme [citados em 1.15.]. José Mariano faleceu em 1899, em Bragança Paulista. Sem filhos.
 
 
José Mariano foi procurador da Câmara Municipal de Bragança Paulista por muitos anos, sendo "muito apreciado por seu trato delicado".
 
1.14. DOMINGOS TERTULIANO PEIXOTO LEME, nascido em Bragança Paulista. Casou-se com Carolina Inocência, filha do Sargento-mor Francisco da Cunha Ramos e de sua segunda esposa, Maria Matilde de Mello [citados em 1.8.]. Sem filhos.
 
 
Foi vereador e presidente da Câmara Municipal de Bragança Paulista no período de 1841 - 1844.
 
1.15. Major BERALDO INOCÊNCIO DE ALMEIDA LEME, nascido em Bragança Paulista. Casou-se com sua sobrinha Lúcia Leme, filha do Capitão JOAQUIM MARIANO DA SILVA LEME e de sua primeira esposa, Antonia Maria de Jesus [citados em 1.8.]. Após a morte de Lúcia, Beraldo casou-se pela segunda vez com Francisca da Cunha, filha de Lucio Floro da Cunha e de sua primeira esposa, Delfina Maria de Oliveira. Sem filhos do segundo casamento.
 
 
Foi vereador em Bragança Paulista no período de 1877 - 1880.
 
1.16. GERTRUDES CALIOPE LEME, nascida em Bragança Paulista. Casou-se em 1834, em Bragança Paulista, com Francisco Antonio de Toledo, filho de José Joaquim Pires de Assumpção e de Ignácia Joaquina Maria de Toledo.
 
[+] Fontes e comentários
     

estreladamantiqueira
Enviado por estreladamantiqueira em 23/08/2019
Código do texto: T6726980
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
estreladamantiqueira
Extrema - Minas Gerais - Brasil
140 textos (9140 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 06:09)
estreladamantiqueira