Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulheres Maravilhosas - ANA NERY - A MÃE DOS BRASILEIROS...



SERVIÇO DE UTILIDADE PÚBLICA PARA CONHECIMENTO DE QUEM NÃO TEVE A OPORTUNIDADE DE CONHECER ESSA HERÓINA... E PORQUE DAS RUAS POR TODO O BRASIL OU AVENIDAS COM SEU NOME!!!



 – ANA NERY

– “Mãe dos brasileiros???”....



Com certeza, muito de nós já passamos por uma rua de nome sonoro e algo que nos encanta, pois o nome não é estranho Ana.... e alguns de nós nem sabemos quem foi Ana Néry???

Assim ao consultar alguém que presta serviços de enfermagem, me disse é a baiana que na Guerra do Paraguai foi voluntária como enfermeira, pois seus 3 filhos foram convocados para a Guerra, onde perdeu seu filho e mais um sobrinho, assim alguns que tiveram oportunidade de um filme em que de nome sonoro, quem assistiu “Brava gente” com certeza se lembra dessa figura muito bem retratada pela atriz  Marilia Pera, valorizando realmente o valor de uma mulher que foi e será sempre lembrada como dignamente foi e será sempre lembrada como “MÃE DOS BRASILEIROS”....

Ana Justina Ferreira Neri, nasceu  em Cachoeira em 13 de dezembro de 1814, foi enfermeira  brasileira e for a pioneira da enfermagem no Brasil.

 Era filha de José Ferreira de Jesus e de Luísa Maria das Virgens. Casou-se com capitão-de-fragata Isidoro Antônio Nery (1837). O marido morreu em 1843, deixando-a com três filhos: Justiniano, Antônio Pedro e Isidoro Antônio Nery Filho. Dois filhos eram oficiais do Exército.

Ao irromper a Guerra do Paraguai (dezembro de 1864), seguiram ambos para o campo de luta. Anna requereu ao presidente da província da Bahia, conselheiro Manuel Pinho de Sousa Dantas, lhe fosse facultado acompanhar os filhos e o irmão (major Maurício Ferreira) durante a guerra, ou ao menos prestar serviços nos hospitais do Rio Grande do Sul. Deferido o pedido, partiu de Salvador incorporada ao décimo batalhão de voluntários (agosto de 1865), na qualidade de enfermeira.

Durante toda a campanha, prestou serviços ininterruptos nos hospitais militares de Salto, Corrientes, Humaitá e Assunção, bem como nos hospitais da frente de operações. Viu morrer na luta um de seus filhos e, terminada a guerra, regressou à sua cidade natal, onde lhe foram prestadas grandes homenagens. O governo imperial conferiu-lhe a Medalha Geral de Campanha e a Medalha Humanitária de primeira classe.

Em sua homenagem foi denominada, em 1923, Ana Nery, a primeira escola oficial brasileira de enfermagem de alto padrão.

 

Em 1938, Getúlio Vargas, assinou o Decreto n.º 2.956, que instituía o "Dia do Enfermeiro", a ser celebrado a 12 de maio, devendo nesta data ser prestadas homenagens especiais à memória de Anna Nery, em todos os hospitais e escolas de enfermagem do País.



Ao passar por qualquer rua com seu nome, ou por uma escola de enfermagem em alguma cidade por este Brasil, com certeza irá lembrar o que essa mulher fez em prol dos doentes de guerra do Paraguai, onde ela perdeu um de seus filhos e mais dois sobrinhos que morreram cumprindo a missão de lutar pelos brasileiros que venceram a Guerra do Paraguai em 1870...



Com relação ao relatos de bravura dessa enfermeira, desrespeitando seus superiores e médicos, fez a sua parte em prol dos doentes, não se importando se brasileiros ou paraguaios, pois para ela estava ali como enfermeira voluntária para salvar vidas e não apenas como mulher, mas antes de tudo acompanhando seus dois filhos e sobrinhos convocados para a guerra, pois a sua abnegação em prol dos doentes era de uma mulher convicta do dever cumprido buscando salvar vidas.



Conta-se que Marechal Caxias, em visita ao Hospital São Lazaro, em plena guerra a conheceu no cumprimento de seu dever e foi reconhecida por ter salvo um menino paraguaio que se machucou salvando 3 brasileiros na trincheira quando uma granada jogada pelos paraguaios explodiu quando ele tentava chutar para longe e ela o salvou contra ordens médicas, devido o menino ser paraguaio...



E assim Caxias além do elogio, agradeceu o menino e ainda o condecorou por ele ter salvo 3 soldados brasileiros....



Ana Nery, veio a falecer com 66 anos, depois de ter prestado bons serviços, em 20 de maio de 1880. A guerra do Paraguai foi vencida pelos brasileiros e se encerrou em 1870.



Considerada pelo exército, como a “Mãe dos Brasileiros” devido seus bons serviços prestados durante a Guerra do Paraguai.



Nota do divulgador:- Tomei a liberdade de reeditar tal homenagem pois estamos no mês de Maio e em homenagem a MÃE DOS BRASILEIROS... TITULO DADO A ELA POR DUQUE DE CAXIAS!!! E OBRIGADO AOS 1234 LEITORES DO RECANTOS NA PRIMEIRA EDIÇÃO DESTA NOSSA HEROÍNA !!!
Ivan o terrivel e BIOGRAFIA DA WIKIPÉDIA
Enviado por Ivan o terrivel em 02/05/2021
Código do texto: T7246134
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Ivan o terrivel
São Paulo - São Paulo - Brasil, 76 anos
5216 textos (72926 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/05/21 09:14)
Ivan o terrivel