Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPADA DA ALMA


Se eu pudesse hoje escrever o que sinto por você, o mundo não teria papéis suficientes para minhas palavras.
Se eu pudesse descrever minha dor em suspirar apenas um suspiro seu, este ar que respiramos iria nos sufocar por dentro
Sinto que palavras saem espremidas em sufrágios tão repentinos de minha angústia de ver você
Percebo que não há mais manhãs tão belas quanto a que vi do seu lado, sob o sol rasgando meu peito em direção ao encontro seu
Minhas madrugadas são tão longas, onde ninguém pode encontrar o caminho de meus pensamentos insólitos, vagos e moribundos.
Anseio em ainda em ceder aos prestígios de sua companhia nestas frias mãos do destino que me cercam.
Se de súbito eu chorar não se preocupe, às vezes lágrimas caem mesmo dos mais felizes palhaços de circos, e mesmo assim o sorriso estampa as mais belas vestes de nossa alma.
Aprendi que meu pequeno sorriso nunca me pertenceu, e sim um dia foi apenas a mostra de que lhe pertence o meu designo de um dia adentrar seu coração.
Ah... E nossas palavras?! E nossas conversas?! Onde ficarão guardados nossas lembranças mais profundas do paraíso sonhado por nós um dia?
Não tenho o maior dos segredos, mas pertenço ao maior dos sentimentos, vivo segregando cada melancólica despedida, uma de cada vez.
Nunca temas em suspirar as mais finas dádivas de nosso encontro, nunca temas em perder o tempo que nos cerca de impiedades tão injustas para com nosso amor.
Ainda acho que o futuro pode ser incerto, mas de incertezas construímos a vida, de duvidas que nunca serão respondidas, apenas acertos formados pela única certeza: o amor!
E como explicá-lo? Como vivenciá-lo? Como conceber que suas garras arranquem de nosso peito toda a nossa lucidez?
Sim, maluco, pode me chamar assim. Assim sou maluco por seu sorriso ao despertar de meus dias, sou maluco por seus lábios quentes tocando os meus quando os meus se sentem dispersos, sou maluco por suas mãos apertando meu corpo junto ao seu, maluco por sua destreza ao driblar meus encantos mais despojados, maluco por te amar incondicionalmente e não saber que dentro em mim um coração vive em pedaços.
Entre o amor e a dor, entre você e meus medos, entre nós e o paraíso, entre meu sonho e o mundo. Apenas nós dois, apenas seu sorriso!

daykon
Daykon
Enviado por Daykon em 19/04/2010
Código do texto: T2205967
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Daykon
Santa Fé - Paraná - Brasil, 38 anos
46 textos (1250 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 01:44)