Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alguém me explique

Vivemos virtualmente. Ponto.
Há uma vida imensa e intensa lá fora. Basta olhar para a janela de nossas casas e esquecer as janelas do Windows.
No mundo real, somos Josés, Marias, Antônios, Anas, etc... nossas máscaras são as já manjadas pelos estudos psiquiátricos e, portanto, razoavelmente aceitas como intrínsecas à nossa humanidade.
E então vem a questão: Qual a razão de tantos "fakes", "nicknames" e outros disfarces no mundo virtual? Porquê nos escondemos tanto, já que teoricamente a virtualidade já é uma proteção?
Seria nossa sede de fantasia?
Nosso medo de nos revelar? Ou a forma que encontramos para nos revelar?
Não cabe aqui nenhuma crítica, sob nenhuma hipótese, a quem adota pseudônimos para mostrar sua alma através de seus escritos, grandes escritores fizeram e fazem isso o tempo todo. Só não entendo...
A grande genealidade dos heteronômios fica por conta do grande Fernando Pessoal. Sob cada assinatura uma alma diferente, uma personalidade totalmente diferente, uma intensidade espantosamente diferente. De enlouquecer.
Escrevendo o que escrevo (bem ou mal), com a multiplicidade de emoções, sentimentos e personagens, não consigo assinar algo que não seja o meu próprio nome.
Nunca fui artista e alguns versos dão a entender que me banho das luzes da ribalta e me alimento de aplausos. Assino Mauro Gouvêa.
Nunca fui pedinte e, aqui e acolá ponho-me como mendigo. Assino Mauro Gouvêa.
Humildemente, assino Mauro Gouvêa
Pedantemente, assino Mauro Gouvêa
Jovialmente, assino Mauro Gouvêa
Romanticamente, assino Mauro Gouvêa
Em todas as histórias vividas por mim ou captadas por minha imaginação, assino Mauro Gouvêa.
Alguém me explique: sou um ególatra ou um esquizofrênico?
Mauro Gouvêa
Enviado por Mauro Gouvêa em 17/05/2010
Reeditado em 19/01/2014
Código do texto: T2262819
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mauro Gouvêa - www.recantodasletras.uol.com.br/autores/maurogouvea). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauro Gouvêa
Alfenas - Minas Gerais - Brasil, 54 anos
432 textos (60389 leituras)
3 áudios (884 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/19 20:56)
Mauro Gouvêa