Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta Pública à Presidenta Dilma Rousseff

Excelentíssima, Senhora Presidenta, Dilma Rousseff

Observando os últimos acontecimentos, violentos e violentos por causa maior, eu sugiro que, por gentileza e dever, dê um basta na situação, com visão holística, sabedoria e cumprimento da Lei democrática. Não somente nos protestos contra o custo exorbitante das passagens de ônibus, mas, precisamente aos problemas que estão desestruturando o país por causa da injustiça social.
Um olhar para o céu não adianta. Falar em cadeia nacional, também não. É preciso ação. Carece abrir um chamado a todos os governantes e ser firme com os parlamentares, se não deseja ver o país envolvido numa lamentável guerra civil.
Muitos projetos foram aprovados em primeira mão, desnecessários quanto à urgência da aprovação, enquanto o povo brasileiro sofre de todas as maneiras.
A Presidenta liberou 18 milhões de reais para cidadãos que estão pagando sua casa através do projeto MINHA CASA MINHA VIDA. Acha isso honroso, enquanto milhões de famílias estão sem moradia?
A PEC 37. Acha justo que os delegados de polícia tomem a frente das investigações? Eles não dão conta dos pequenos e médios casos em seus próprios municípios. Sem contar que não são pessoas preparadas para tanto. A maioria dos delegados são amigos dos governantes municipais e da polícia local. Como isso será conduzido? Levará a prisão, os seus amigos?  Isso irá gerar um aumento exorbitante nos casos de corrupção. Ou a Presidenta ainda acredita solucionar o problema?  Há muitos mais casos de corrupção nos municípios, do que sonha nossa vã filosofia.
Veja bem, senhora Presidenta: há falta de pão sobre a mesa do humilde trabalhador. Existem milhares de crianças sem creche. Faltam medicamentos nos postos de saúde. Faltam médicos. As escolas estaduais estão jogadas ao nada. Falta educação, princípio, e sabe por quê?
- Quem não sabe fazer e não serve de exemplo, não tem condições, nem psicologia para governar. Falo dos governantes em geral. Nada pessoal contra a Nobre Presidenta.
Quantos milhões estão sendo gastos, retiradas exorbitantes dos cofres públicos, investimentos relacionados à Copa do mundo.
Quantas crianças estão pelas ruas usando crack, enquanto policiais estão brindando bom vinho com traficantes.
Policiais circulando pelas ruas dando choque em pessoas desarmadas e sem antecedentes criminais.
O Brasil, terra disputada, de uns e de outros, terra requisitada por todos.. Enquanto brigam por direitos e direitos, se esquecem dos DIREITOS HUMANOS UNIVERSAL, que jamais foram cumpridos corretamente.
DIREITOS HUMANOS não tem cor, raça, classe social. O único direito cumprido neste país são os direitos criados pelos parlamentares. Estes sim são cumpridos ao pé da letra. Ditam e abusam de seus poderes inventados pelos mesmos.
São inúmeros, os diplomas comprados, e se existem, é por que alguém os vende, sem nenhuma fiscalização para acabar com o comércio ilegal. Vendem-se CDs piratas, remédios, bebidas falsificadas, e muitos mais produtos prejudiciais à saúde, aos cofres públicos, e ao autor, que com sua alma branda, cria. Cria para bandidos plagiarem, enquanto o próprio autor, não tem o direito de comercializar suas criações como bem entender.
E ainda a Presidenta fala publicamente que acabou com a pobreza, neste país! Será?
São propagandas e mais propagandas na mídia. Cada político ataca em sua defesa. Ofendem publicamente a família brasileira. Diz sem nenhum acanhamento, que as drogas é resultado de uma má criação, da falta de educação. E eu digo que: fui criada com sacrifício. NÃO ROUBO, NÃO VENDO DROGAS, NÃO MATO. Não ataco ninguém pelas costas. Não me ocupo com o vandalismo, nem ando armada: com quaisquer armas, precisamente spray de pimenta, balas de borracha, e cassetetes, usados pela polícia para cegar cidadãos honestos. Todavia, hoje sou vítima de todas essas coisas, indiretamente.
O direito de greve partiu do PT, cujo partido é o da Nobre Presidenta. O governo pede, quando em campanha, que ajudemos a governar.
Não há policiais suficientes para acabar com um protesto, nem são capacitados para esta causa. A Inteligência Nacional no Brasil, ainda deixa muito a desejar. É doentia, sem nexo, desprovida de a própria inteligência.
Nossas fronteiras são praticamente abertas, sem fiscalização suficiente. Não são firmes no proposto, que é responsabilidade da segurança do cidadão brasileiro.
Policial não assegura liberdade e Paz. Eles são piores que os vândalos. Os vândalos destroem patrimônios públicos, e a polícia destrói pessoas inocentes. Matam mais que os bandidos, e nunca são punidos de acordo com o crime.
Será que já houve uma investigação severa quanto aos bens materiais da maioria dos policiais, delegados, e até de alguns juízes? A PEC 37 é para acabar com a investigação dos parlamentares. A LEI NÃO FOI ESCRITA PARA TODOS? O BRASIL NÃO VIVE EM REGIME DEMOCRÁTICO? PROMESSAS SÃO CITADAS TODOS OS DIAS.
Acredito faltar o “santo”, para que promessas sejam cumpridas. Acredito faltar inteligência e pulso firme, para acabar com as drogas. Acredito faltar Humanismo, para que o país possa dar inicio à civilização.
E não bastando o tripé da corrupção que invadiu o Palácio, temos que suportar a hipocrisia dos governantes sem nenhuma reação?
Nosso país vive como um jogo entre o esperto, e o desprovido de informação, onde o mais forte cresce e nunca acresce nada a favor do mais fraco.
Nossas crianças estão crescendo sem domínio por causas das Leis criadas para favorecê-las, enquanto são apenas lembradas em campanhas política.  Apenas citadas. Não há projeto desenvolvido com responsabilidade quando se trata da criança e do adolescente. Os adolescentes são tratados como bandidos, tanto na Fundação Casa, como nas ruas. Primeiro deixam o fogo atingir suas carnes, palavras e gestos ferirem suas almas, e depois oferecem apoio. Apoio pouco, sem responsabilidade social, sem profissionais competentes para trabalhar nesta causa. Não há tratamento adequado, nem hospitais e clínicas especializadas. Quando colocamos a causa em mãos da justiça, os responsáveis decidem o que fazer com nossos filhos, sem ao menos nos perguntar se estamos de acordo.
Não tem nexo afrontar aqueles que protestam! Senhora Presidenta. Eles protestam por que são oprimidos pelo sistema. Não se pode afrontar um batalhão de formigas, quando não se tem formicida. Não se pode cobrar delicadeza, quando a estupidez foi o único gesto que uma criança assistiu. Não se pode combater o mau, quando do mau, se farta. Não se pode aliviar a dor, quando dela, somos os causadores. Não se pode afrontar alguém por ser pequeno e fraco, pois esses são a fortaleza quando em grandes grupos.
O abatido pela péssima administração de um país chega ao limite de sua consciência. E não há controvérsia. O que existe, são verdades, e verdades, cada abatido tem a sua.  Razões diversas, para diversas causas.
Crianças e adolescentes abatidos por um sistema desequilibrado acorda uma multidão de leões ferozes, dispostos a levantarem guerra, matar e morrer, por uma causa. Sabe eles ser impossível, a reversão de um fato incontrolável.
-“O deputado Domingos Dutra citou que é precisão padronizar o sistema penitenciário em todo país. Dutra destaca também que a proposta do estatuto é baseada nas Regras Mínimas para Tratamento do Preso da Organização das Nações Unidas (ONU – Resolução 2076/77) e procura garantir a ressocialização dos presos, além de seus direitos, para que sejam tratados sem discriminação e com respeito à individualidade, integridade física, dignidade pessoal, crença religiosa e preceitos morais”.
Note. Presidenta Dilma. Um detento, que muitas vezes não cometeu crimes hediondos, é tratado como um criminoso qualquer.
Como fica o trabalhador, cidadãos honestos e cumpridores de seus deveres com a nação que lhe acolhe, sem sequer, o mínimo cumprimento do que rege a LEI UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS?
É verdade. Precisamos acatar e fazer cumprir a Lei com igualdade. Sem preconceitos. Todavia, não apenas para os detentos. Em primeiro lugar carece fazer cumprir a Lei para favorecer o trabalhador honesto. Cuidar das crianças e adolescentes, para que esta pirâmide gigantesca das drogas se quebre rapidamente. O que adianta favorecer o detento enquanto cresce o número deles, a cada dia?
Até quando? Senhora Presidenta, acha que o país vai suportar o crescimento excessivo da erva daninha? Acredita que enquanto um detento usufrui de qualidade de vida que vem do sangue, suor e lágrima do trabalhador: voltará ele a civilização e tornar-se-á um cidadão respeitado pelas suas dádivas?  Quiçá! O país não pode continuar no “Talvez” E como ficarão os adolescentes de hoje? Se a Presidenta não aplicar severamente a LEI UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS, nós, trabalhadores, teremos que custear mordomias para os detentos até quando? Chegará um dia, que não haverá mais condições para sustentar todos os detentos. Já pensou nesta hipótese?  Senhora Presidenta.
Como citei o sistema não funciona, e não funciona por duas razões: Falta de educação de qualidade, e fiscalização severa.
Educação de qualidade é possível, mas não se é aplicada. Quando se tenta aplicar, é sempre acompanhada de regras e burocracias frustrantes. Não há vagas e espaço com igualdade. Não se tem profissional suficiente para atuar. Contratam-se poucos funcionários. O trabalhador acaba não exercendo a sua profissão adequadamente. Sobrecarregado, não consegue manter o equilíbrio psicológico, e a resultado é lamentável.
O superfaturamento sobre gastos com os projetos assusta até um aluno da quarta série.  Bilhões são direcionados para realizações de projetos, e nunca se consegue resultados, metas não são superadas. É como se plantar uma semente e não regá-la o suficiente. Morre a semente, e o dinheiro se esvai sem retorno.
Educação é necessária na vida de qualquer pessoa. Educação é informação. Quem ensina tem que ser educado, informado constantemente, evolutivo.  Educação é Patriotismo. Educação é o ato de falar com conhecimento e ouvir com sabedoria.  Educação é não aceitar para os outros, o que não é aceitável para si próprio. Educação é abrir portas com igualdade, sem impor regras quanto a cor, raça, classe social. Educação é saber entrar e sair, de qualquer lugar, em qualquer situação. Educação é sugerir e nunca mandar, ou obrigar, que alguém faça ou fale, alguma coisa. Educação é pedir ao seu funcionário: por favor, por gentileza, e vice versa. Educação é nunca pensar que está livre de quaisquer situações desagradáveis e perigosas.   Educação é saber somar com outros, para juntar tesouros. Tesouros que não tem preço. Educação é respeitar culturas sem criticar atos, costumes, ou formas.
Uma pessoa educada conhece o seu lugar, e sabe respeitar o lugar do outro. Educação não é uma matemática, onde a ordem dos fatores não altera o produto. Se numa universidade, há vagas limitadas quanto a cor, classe social e raças, matematicamente somando, preenchem-se as vagas. Contudo, no passar dos anos, aquilo que deveria se chamar de educação, transformou-se em milhares de leões furiosos, devastando ruas, cidades e países, à favor de uma causa qualquer.  Eles aprenderam matematicamente, somar. E é esta soma errônea que atrai o desejo pela busca constante desses valores não conquistados no tempo certo.
Se alguém neste país tivesse a sabedoria e a ousadia, de governar uma nação com bases sólidas na verdadeira educação, seríamos um povo 80% civilizado. Sentiríamos então, orgulho, desta terra que nos proporciona tudo em abundância.  Ao contrário, fez-se deste país, um comércio ambulante de desinformados, que revoltosos pela vida que leva, atraem cada vez mais, seguidores. Destroem até a própria vida. Os vícios são a única escapatória, e quando o tiro sai pela culatra, salve-se quem puder.
Educação é ser, e não, estar.  É atuar com amor, responsabilidade e perseverança, naquilo que cabe a cada um de nós. Educação é um representante de uma nação cumprir as Leis e não se corromper, jamais.
E o trânsito?  Uma catástrofe.  Todos sabem guiar. Dirigir, condutor responsável, poucos. Muitos ainda conseguem comprar a Carta de Motorista.  Antigamente se comprava carteira por não saber ler e escrever.  Hoje, compra-se em qualquer esquina. Motoristas com cartas compradas são pessoas sem Carteira de Habilitação.
Governo corrupto é povo corrompido.  Governo insensato é a iminência da insensatez.

FISCALIZAÇÃO:
Fiscalizar-se! Sim. Cada um tem o dever de fiscalizar a si próprio. O governo deveria servir de exemplo. Adotar medidas preventivas para o extermínio de qualquer movimento contraditório a Constituição. Fiscalizar primeiramente os fiscais, e exigir com pena de detenção sem fiança, quaisquer fiscais corruptos. Válido também aos governos em geral. Municipal, Estadual e Federal. Válido aos Três Poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário.
O Governo jamais poderia aceitar que quaisquer departamentos governamentais fosse ponto de encontro para discussões violentas, tais como circulam no Congresso Nacional, onde superam às grandes manifestações civis por justiça social. Considero isso uma vergonha nacional. A liberdade de imprensa permite a nós, o conhecimento sobre estes fatos. Graças!
A fiscalização em geral, é um dos mais graves problemas que enfrenta o povo brasileiro. Somente uma fiscalização severa, com justiça social – igualdade para todos, poderia ajudar o Brasil a vir a ser um país de primeiro mundo.  Estima-se que a sonegação de impostos, se revertida a situação, sustentaria um sistema educacional de primeiro mundo. Por quê?
- iniciando-se pelo tráfico de drogas e armas de fogo, onde o comércio gera milhões de reais ao ano, se houvesse fiscalização severa e profissional competente, iniciava-se então o processo de transformação. Seria o início de uma caminhada segura rumo a evolução. Ao contrário, constroem-se pontes e mais pontes, a caminho do nada, dando passagem a destruição.
Nos municípios, basta pagar uma boa quantia – propina, para ser amigo do fiscal. Cria-se um vínculo entre o funcionário público corrupto, e o comerciante, ou empresário.  A partir do primeiro pagamento de propina, inicia-se o processo da chantagem.
A polícia também atua em parceria com traficantes. Recebe propina para liberar a entrega de drogas.  Depois, para mostrar serviço, autua dois ou três “laranjas” - adictos que passam drogas para sustentar o vício. Os jovens considerados laranjas são os que mais sofrem, entre as vítimas do tráfico. Ficam aprisionados ao vício e são chantageados pelos verdadeiros traficantes, e hipocritamente, pela justiça, laranjas é considerado traficante, o que é lamentável. Um jovem ou adolescente, o laranja, deveria ser encaminhado para tratamento.
Um laranja é exposto aos perigos mais tenebrosos. É indicado para matar- acerto de conta entre traficante e policial, traficante e usuário dedo duro, traficante e usuário devedor. Também, tem que assumir os riscos que automaticamente acontecem, quando o ator principal é o traficante.  O traficante enriquece rapidamente e muitos deles não são adictos. O laranjas, nunca tem dinheiro algum. Anda mal vestido, com aparência de coitado, e quase nunca dorme. Alimenta-se mal, sempre fugindo de alguma coisa. Se um laranja não obedece ao traficante, ele morre. É matar ou morrer.
No ramo imobiliário, as propinas altíssimas fazem muitos aliados, assim como em licitações para estabelecimento de empresas. Os aliados são todos funcionários públicos.
Quando uma pessoa tenta estabelecer-se através do comércio, desprovida de capital necessário, acaba multada e chamada de elemento. Não paga propina, não se estabelece. São mais leões despertando da cova. Depois, num protesto, o prefeito da cidade chama-os de vândalos.
Merenda escolar. O superfaturamento da merenda escolar chega a 60% em alguns produtos.
Asfalto. Este é um problema que atinge a maioria dos municípios. Tapam buracos com asfalto frio, e faturam asfalto de qualidade para a rua toda.
Eventos. O superfaturamento relacionado aos eventos são exorbitantes. Tanto para eventos artísticos, como eventos realizados pelos políticos em época de campanha eleitoral, ou não.
E assim, consecutivamente. Eu pergunto: Presidenta. Onde estão os fiscais? O que eles estão fazendo? O povo brasileiro precisa de uma resposta. Senão, mais leões irão circular pelas ruas e cada vez mais com suas garras afiadas.
O povo não quer resposta através da mídia. O povo quer ação. Resultado satisfatório. O povo quer viver em Paz. O povo quer acabar com a injustiça. O povo quer ser respeitado.  A TV e a geladeira nova, mercadorias compradas com o nosso dinheiro, que a presidenta emprestou sem o nosso consentimento, acordou milhares de leões, cujas garras tem sede de justiça. Muitos não tem um teto para cobrir a cabeça.
Se em 2014, durante a Copa estourar uma revolução civil, não haverá pimenta e bala de borracha que detenha os leões revoltados. Acredite. Senhora Presidenta. Reflita. Esta carta não é uma ameaça. É uma sugestão para sua reflexão.  Embora no Brasil, a cultura seja pouco elevada, o povo brasileiro despertou. Atentos, não se calarão mediante a situação catastrófica que os governantes através de décadas, conseguiram colocar o nosso país.
A mobilização vai gerar mais corrupção, em questão dos estragos nos prédios públicos, ruas e avenidas.  O superfaturamento na planilha de custo destes consertos vai doer mais uma vez, no bolso do consumidor. Todavia, sendo pacífica, que haja agora, MOBILIZAÇÃO:

Contra a PEC 37 ( NÓS VENCEMOS em 25/06/2013)
Contra aumentos absurdos de passagens de ônibus ( NÓS VENCEMOS em 24/06/2013)
Contra o péssimo sistema educacional
Contra o péssimo sistema da saúde pública
Contra o trafico de drogas e armas pesadas
Contra a construção de muitos presídios e poucas escolas (que ofereça o governo, terra para os detentos cultivarem), e que custeie o governo, mais escolas, teatros, quadras esportivas, creches, clínicas para tratamento dos adictos, com o dinheiro que se gasta em presídios.
Contra salários abusivos de governantes.
Contra a falta de segurança
Contra a falta de fiscalização
Contra a falta de clinicas para tratamento de adictos
Contra a falta de creches
Contra o descaso com nossas fronteiras, onde tudo se passa aos olhos de ninguém.
Contra a falta de moradia
Contra tudo que arrasta o nosso país ao caos.
PROTESTO PACÍFICO, SIM! DESORDEM, NÃO!
Senhora presidenta.  Por onde anda a promessa que fez durante a sua campanha? A senhora prometeu acabar com o tráfico de drogas e o que vemos são mais crianças se envolvendo com entorpecentes e mais traficantes situados.
Onde está a coragem prometida, Senhora Presidenta. Citou em cadeia nacional que não temeria os bandidos. Acabe com eles agora.  A Senhora protestou, um dia, e mesmo assim, com conhecimento de causa, diante de seus olhos e no seu governo, não conseguiu dar a estes jovens, algo mais: àquilo que lhe faltou um dia, e que lhe fez sofrer.
E nada adiantará ninguém perguntar-me o porquê desta carta. Não adiantará dizer que nem tudo são verdades.
A hipocrisia tem rosto, moradia fixa, cor, raça, carro importado, cargo político, em muito mais corpos do que se faz necessário, sabido por este povo que clama por justiça, assim como eu, vítima constante desta hipocrisia, que sorridente, morde, infecta, e mata.

SAUDAÇÕES AO POVO BRASILEIRO.
 Ação! Presidenta Dilma. A fé sem a obra é morta.
limaodoce
Enviado por limaodoce em 18/06/2013
Reeditado em 25/06/2013
Código do texto: T4347942
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
limaodoce
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
150 textos (11116 leituras)
6 áudios (274 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/06/19 10:40)
limaodoce