Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta ao amigo triste

Nestas palavras, feitas de ecos, ainda posso ouvir seu sorriso, alegre e bem menino dizendo feliz ao telefone Êle...Dou-lhe nesta lembrança o mesmo sorriso, guardado comigo, para lhe sorrir outra vez.Hoje o amigo,se veste de cinza e debruçado sobre um turbilhão de desencantos engole em seco, a angustia a tristeza a melancolia da sua alma de poeta.Eu, que tudo acompanho, guardo no meu silêncio, e penso com esperança, que tudo vai passar, como até nós passamos por esta vida.Por lhe querer tanto, peço que desista de sofrer, e que faça de cada dia,um novo sonho,invente um cotidiano, e seja personagem de
uma outra realidade de tal maneira que lhe acostume com a vida para que o dia de cinza de hoje seja apenas um ponto mínimo no colorido de sua Aura, na Luz da sua Alma...Agradeça aqueles que não lhe amam, a chance de mostrar o quanto você é amado e o quanto a eles você deve,por terem feito de você este ser encantado, maravilhoso, de luz
própria, que acaba ofuscando todos aqueles que não lhe alcançam, e ficam para trás, porque não conseguem pular nem as próprias pedras do caminho.
Ao voltar, não diga nada.Apenas levante a cabeça e sorria esta é a sua
reticência.......

 com carinho April.
April
Enviado por April em 24/07/2013
Código do texto: T4402632
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
April
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 69 anos
2268 textos (28352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/10/19 17:42)
April