Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cápsula protetora

Não adianta me lançar mau-olhado, fazer macumba ou inventar feitiço, magia ou maldade não funciona em quem é abençoado. Não adianta me desejar o mau ou amaldiçoar meu caminho, pois eu não ando sozinho e tenho sempre Deus ao meu lado, tenho presente comigo a proteção da oração da minha mãe e escudo da reza de minha avó.
Não adianta você tentar me envenenar com essa sua língua de cobra, porque quem me defende é anjo da guarda, é Santo com espada, é pajé que fecha meu corpo, é benzedeira que abre minha respiração, o amparo do alto me cerca por inteiro e vem de qualquer religião.
Não adianta você vir disfarçado para me pegar em armadilha, minha armadura é de ouro e de prata é minha lança, graças aos meus balsamos e bênçãos a sua malignidade nunca me alcança. Sua inveja lhe engordou os olhos e lhe secou a mão, você não pode me tocar, e agora está aqui no planeta apenas por condenação, por castigo por ser assim tão oco e vazio.
Meu corpo é feito de uma matéria muito diferente da sua e é, já e agora, que voce não consegue mais me ver e nem detectar minha presença, porque o brilho da minha luz cegou para sempre os seus olhos.
Andre Luis Aquino
Enviado por Andre Luis Aquino em 15/08/2016
Código do texto: T5729459
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andre Luis Aquino
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 44 anos
135 textos (3762 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/06/19 10:50)
Andre Luis Aquino