Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nada que possa deixar

De agora em diante preciso aprender a esquecer como era sua respiração;
Preciso esquecer o seu perfume, que parece, ficou por toda parte.
Esquecer seu beijo que ainda está na minha boca, o seu abraço, que ainda envolve meu corpo.
Preciso esquecer sua imagem, seu rosto, queimei todas as suas fotos, mas não consigo te apagar da minha memória.
É engraçado ver você fazendo as malas, se eu as desfiz quando decidimos ficar juntos.
O que aconteceu com a gente? Onde nós nos perdemos desse amor?
Nem era tão imenso assim, se acabou.
Por favor não guarde mágoa de mim, eu sempre estarei com o melhor de você.
E nada que você me diga nesse Adeus, pode me entristecer por que; Eu te amo!!!
Eu nunca consegui seguir em frente, eu nunca consegui voltar pra casa, eu simplesmente fiquei aqui.
Onde você decidiu que seria a última vez que nós nos veríamos.
Você não deixou nada que possa fazer com que sinta a sua falta, mas eu sinto.
Você não levou nada que possa fazer você voltar, mas eu velo as noites pedindo para que volte.
Você não fez nada que possa, simplesmente se foi...
Não precisei fechar meus olhos, lágrimas sairam do meu coração, você não as viu, mas as sentiu...
Estradas estranhas essas em que caminhamos agora, por instantes esqueci que não tinha mais suas mãos e quase caí.
Depois me esqueci que sozinha não poderei nunca seguir pelo mesmo caminho.
Acho que aí acordei, e não te vi...
Nathalya Etchebehere
Enviado por Nathalya Etchebehere em 29/08/2007
Código do texto: T628745

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nathalya Etchebehere
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 33 anos
254 textos (23170 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 15:55)
Nathalya Etchebehere