Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu Sei

Meu querido amor!
Eu sei que errei, eu sei que não te vi quando deveria ter visto, eu sei que idealizei demais e tive medo demais quando na verdade eu deveria ter apenas vivido e sentido você.
Sentido a nós.
Eu sei que eu estava muito longe de ser uma garota confiante e destemida, detentora do meu ser e do poder dentro de mim. Talvez eu tenha colocado em você todas as expectativas de um amor inalcançável, talvez eu tenha depositado em você aquele fardo pesado que garotas inseguras como eu colocam em caras resolvidos como você, aquele fardo árduo da minha felicidade.
É duro eu sei, ninguém quer ser responsável por fazer o outro feliz, mal conseguimos nos fazer feliz, mal conseguimos olhar para nós mesmos e resolver nossos próprios problemas, quanto mais sermos guardiões do mundo dos outros.
Me desculpe meu amor, me desculpe!
Entendo hoje que o que devemos desejar na verdade é apenas fazer parte da felicidade de alguém e não depositar nesse alguém toda a razão do nosso viver.
É, agora eu sei que todos os versos de amor estão errados, assim como todos os livros de romance que um dia eu já li.
Eu sei.
Eu deveria ter sido confiante o suficiente para ter deixado você ir quando por muitas vezes você só queria ser você mesmo, quando por muitas vezes você só queria se achar, se sentir vivo. Eu deveria ter confiado que o que é para ser meu sempre voltaria e se não voltasse não era para ser, e não há nenhum mal nisso meu amor, não há mal nenhum nisso.
Eu sei.
Eu perdi você! Mas calma, não foi só a você que eu perdi, eu me perdi também meu amor. Me perdi em minha insegurança, em meu controle de tudo, me perdi em quem eu era.
Não digo que você não teve culpa, que deveria ter ficado e não apenas se assustado e decidido se afastar.
Não digo que não teve culpa quando decidiu apenas desistir quando deveria ter tentado mais, e você sabe, eu valia todas as suas tentativas.
Você sabe.
No entanto ela não é nem um terço do que eu sou, mas mesmo com todos os problemas e todas as dificuldades ela consegue ser ela apenas por existir, e ela não quer que você seja o mundo dela como eu fiz, e é bem mais confortável eu sei, quando não se tem essa pressão toda sobre nossas cabeças e podemos carregar somente a nós mesmos sem ter que carregar o outro também. É bem mais confortável quando o outro caminha com a gente e não nos obrigada a levá-los nos ombros como eu fiz, mas eu compreendo meu amor.
Eu compreendo.
Espero sinceramente que leia essa carta como uma confissão e não como uma súplica para que volte, não é essa a minha intenção. Não desejo que se comova com minhas descuidadas palavras, quero apenas que saiba que eu entendi, que eu percebi onde errei e perdoo a mim mesma por ter errado e perdoo a você por ter me deixado e não te culpo por estar com ela. Você precisava estar com ela eu te disse.
Eu te falei.
Mas se um dia voltar, entenda que não irei te esperar para sempre. Entenda sobretudo que não sou mais a mesma e você não é mais o dono da minha felicidade, não é mais guardião do meu mundo, esse papel agora é meu. E que eu agora estou me completando sozinha e gostaria que pudesse caminhar comigo nessa jornada, mas se não puder tudo bem meu amor, eu entenderei.
Eu entendo.
É, eu sei!
Garota Anônima
Enviado por Garota Anônima em 05/12/2018
Reeditado em 05/12/2018
Código do texto: T6519783
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Garota Anônima
Carapicuiba - São Paulo - Brasil
5 textos (76 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/18 20:59)
Garota Anônima