Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SENHORES GENERAIS XII



Senhores,

Estão vendo uma das batutas sob as quais vocês estiveram e hoje repousa na cadeia? Já são por duas vezes este acontecido... E quem garante que não haverá uma terceira?

O povo brasileiro, além de não saber votar para escolher seus eleitos, está à mercê do mecanismo eleitoral que não tem como atestar a idoneidade das intenções dos que oferta como candidatos!

Nós não estávamos aptos para aquela Abertura, nem para seguirmos sozinhos de forma coerente pelos caminhos que se abriram depois e parte da culpa lhes cabe, por ter nos deixado na mãos de aproveitadores sem escrúpulos.

Eu choro diante das suas ausências de pulso firme como outrora, porque as coisas que acontecem no Brasil, são dignas de lágrimas e vocês passivos.

Alguns poderão dizer que o Exército não tem nada com isso, mas eu continuo tendo a certeza que sim, pois governaram um grande tempo e erraram ao agir como se tivéssemos maturidade social para viver uma democracia.

Talvez hoje seja definitivamente tarde para qualquer remendo, usam a palavra democracia como sinônimo de paraíso e regime militar como o pior estado para uma nação e um país...

Espero que tenham seus sonos tranquilos, sem sombra de remorso com o que certas pessoas e partidos fizeram com o Brasil, mas que faz falta, ah, senhores, só quem bem viveu naquele tempo sabe dizer!




Ene Ribeiro
Enviado por Ene Ribeiro em 09/05/2019
Código do texto: T6643213
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ene Ribeiro
Goiânia - Goiás - Brasil, 57 anos
16199 textos (269454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/06/19 02:24)
Ene Ribeiro

Site do Escritor