Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COM AMOR, LUCY

Sorrateira criatura me perseguia
Em sonhos enquanto eu dormia
Olhos vermelhos sondavam
Perfurando fundo minh'alma
Caninos afiados espetavam
Superficialmente a pele alva

Desmaiei nos seus braços
Recostada entre o seu peito
Arfava e rugia como monstro
Gemendo de prazer, satisfeito

Eu, Lucy, o beijei como a um amante
Consumida pelo fogo do seu amor
E pela efervescência que flui quente
Fazendo meu sangue se decompor

Mas viva agora quando morta
Do que antes quando iludida
Espero que o sangue escorra
Pelo corte, enquanto agoniza
A vítima indefesa atrás da porta
Antes que eu a arrebentasse
Tremia de medo e me dedicava
Seu mais primitivo desespero
Que sugo junto com seu sangue

Naquele jardim me possuiu a besta
Drácula, inimigo do gênero humano
Como dizem os que o querem matar
Discordando, o tenho como um amigo
Que nos devolve à ancestral natureza
Imortal da qual no início pertencíamos
Anderson Roberto do Rosário
Enviado por Anderson Roberto do Rosário em 25/06/2019
Reeditado em 25/06/2019
Código do texto: T6681434
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Anderson Roberto do Rosário
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 38 anos
59 textos (6635 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/07/19 13:15)
Anderson Roberto do Rosário